Rio das Ostras receberá investimento de mais de dez milhões de reais de empresa norueguesa

Aker Kvaerner escolheu o município para instalar a primeira fábrica de risers do país
 

 

A Zona Especial de Negócios (ZEN) de Rio das Ostras foi escolhida pela Aker Kvaerner para sediar a primeira fábrica de risers ( tubos de perfuração) do país. A empresa também vai expandir sua base de suporte e manutenção de equipamentos de operação submarina localizada na ZEN em mais 1.600 metros quadrados.

O empreendimento terá um investimento de R$ 10,4 milhões e irá gerar cerca de 100 empregos diretos no município. A previsão é que a nova unidade entre em operação em novembro deste ano. 

Para o prefeito Carlos Augusto, a instalação da nova unidade da Aker Kvaerner na ZEN é mais uma conquista para o município e contribuirá para o desenvolvimento da economia local.

 

– A unidade trará mais oportunidades de negócios e investimentos para a cidade, inclusive para as empresas que já estão instaladas na ZEN – comentou o prefeito, lembrando que a nova fábrica foi beneficiada pelo Estado com isenção de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), de acordo com o decreto de incentivo tributário oferecido a esse tipo de atividade.

 

A primeira encomenda da nova unidade já foi feita pela empresa de perfuração nacional Queiroz Galvão Óleo e Gás. A Aker fará o suporte de equipamentos de operação submarina da empresa.

– O fato de já termos uma base instalada em Rio das Ostras e a localização estratégica da cidade com relação às atividades do petróleo foram fatores determinantes para a escolha da ZEN – justificou o presidente da Aker Kvaerner no Brasil, Marcelo Tauloir.

 

Segundo o empresário, essa ampliação é um marco nos negócios de risers e pós-venda da Aker Kvaerner, visto que a empresa atenderá a demanda de serviços especializados, além de contribuir para o desenvolvimento da indústria no Estado do Rio de Janeiro. "Iremos consolidar a nossa posição estável de grande prestador de serviços de manutenção e suporte de equipamentos de operações submarinas no Brasil", enfatizou Tauloir.

 

FONTE: SECOM – PMRO. 

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.