Workshop do WWF-Brasil reuniu educadores ambientais em Rio das Ostras

Na oficina foi apresentado o ‘Livro das Águas’ organizado pela ONG

Educadores ambientais das 13 cidades que integram o Consórcio Intermunicipal Lagos São João se reuniram nos dias 7 e 8 de agosto no Parque dos Pássaros, em Rio das Ostras, para participar do workshop organizado pelo WWF-Brasil.

Com o tema “A escola como parceira da gestão do meio ambiente: propostas pedagógicas, metodologias e materiais”, a oficina teve o objetivo de apresentar propostas para utilização dos livros da campanha “Água Para Vida, Água para Todos”, uma iniciativa do WWF. 

O workshop recebeu o apoio da Prefeitura de Rio das Ostras, através do Núcleo de Educação Ambiental das secretarias municipais de Educação e de Meio Ambiente, Agricultura e Pesca. Durante dois dias, cerca de 50 professores puderam entender melhor o conteúdo do Livro das Águas e, através de dinâmicas, tiveram idéias de como aplicar o Caderno de Atividades. A oficina foi conduzida por Andrée de Ridder Vieira, do Instituto Supereco, responsável pelo texto e pela concepção pedagógica das publicações.

Na abertura do evento, a secretária municipal de Educação, Maria Lina Paixão, falou que a leitura do livro do WWF a fez perceber que poderia modificar ações no seu dia-a-dia para economizar água. O secretário municipal de Meio Ambiente, Agricultura e Pesca, Max José de Almeida, por sua vez, lembrou da importância das parcerias para promover a educação ambiental.

Representando o WWF-Brasil, a bióloga Mariana Valente, técnica de educação ambiental da ONG de preservação da natureza, contou que o Livro das Águas tem o objetivo de sensibilizar a todos. “Queremos que as informações sobre os recursos hídricos sejam transformadas em ações efetivas de preservação, por isso a publicação não deve ser usada apenas pelas escolas, mas por toda a comunidade”, afirmou. O livro vem sendo distribuído desde fevereiro deste ano e pode ser baixado pelo site www.wwf.org.br/aguas.

A bióloga elogiou o trabalho desenvolvido pelo Consórcio Intermunicipal, através do Comitê de Bacia Lagos São João, que destina 20% dos fundos arrecadados à educação ambiental.  A verba, repassada aos comitês pela Superintendência Estadual de Rios e Lagoas (Serla), é oriunda da cobrança pelo uso dos recursos hídricos por parte de organizações e empresas.                                                                                                                                                              

Em Rio das Ostras, 18 escolas municipais já estão usando o Livro das Águas. Os educadores ambientais que representam estes colégios estiveram presentes no workshop. “Queremos ver os nossos alunos atuando como cidadãos conscientes e por isso é importante que aprendam a preservar o meio ambiente”, disse Cláudia Corrêa, do Núcleo de Educação Ambiental.

FONTE: SECOM – PMRO.

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.