Travessia Ilha Trinta Réis reuniu cerca de 500 nadadores

Prova contou pontos para Circuito Estadual de Águas Abertas

Rio das Ostras realizou a XIII Travessia Ilha Trinta Réis, com percurso de 3,5 km, no domingo, dia 19, com a participação de cerca de 260 nadadores. A prova, válida pelo 12º Circuito Estadual de Águas Abertas, contou ainda com minitravessia, de 800 metros, que reuniu aproximadamente 200 competidores de 10 a 82 anos. Para incentivar os novos atletas, foi promovida ainda a “travessinha”, de 100 metros, para crianças de 7 a 9 anos. Na pontuação geral, a equipe vencedora foi a riostrense Natação no Mar / Casulo, seguida pelo Colégio Anchieta Jesuítas, de Nova Friburgo, e Escola do Mar / Prefeitura de Rio das Ostras.

O primeiro lugar geral masculino ficou com Luís Felipe Lebeis, do Botafogo, e o feminino foi conquistado por Ana Brenda Militão, do Clube Naval Piraquê. Os nadadores Raí Amaral (Marina Barra), Felipe Cossatis (Dolphin / CSSA), Eric Miranda (Dejamo / Esquadra) e Rômulo dos Santos (Academia Campos) ocuparam, respectivamente, a segunda, terceira, quarta e quinta colocações. Entre as mulheres, se destacaram, nessa ordem, Camila Grangeia (Potência Máxima), Carolina Athayde (Raia Academia), Mariana Pereira (Botafogo) e Tatiane Pacheco (Vasco da Gama).

Como Luiz Lima, o grande favorito da prova, não pode estar presente, a vitória de Luís Felipe não foi uma surpresa. “Participo da Travessia Ilha 30 Réis desde 2004. Apesar do meu forte ser a natação de piscina, no ano passado fiquei em segundo e esperava um bom resultado”, afirmou.

 

Formando talentos – O secretário de Esporte e Lazer de Rio das Ostras, Carlos Alberto Marins, lembrando que a travessia já é uma tradição na cidade, disse que a cidade está caminhando para formar grandes nadadores. “Temos a primeira escola de natação no mar brasileira e temos o orgulho de contar com Luiz Lima como padrinho dessa iniciativa, que agora tem um núcleo em Copacabana”, enfatizou.

Na cidade, além do Natação no Mar, existe a Escola do Mar e os dois projetos juntos atendem a cerca de mil alunos. Outros 600 têm aulas gratuitas na Aquática Dejamo, em uma parceria da Prefeitura, 150 crianças, entre 4 e 5 anos, participam do projeto Primeira Braçada e 135 do Superar Acqua, voltado para portadores de necessidades especiais. “Com tantas pessoas praticando natação na cidade, não surpreendem os bons resultados que já estamos alcançando”, completa Carlos Alberto.

Entre os nadadores que garantem medalhas para Rio das Ostras está Maria Beatriz Duarte, a “Tia Bia”, de 82 anos. Competindo desde 2006 no mar, ela se diz apaixonada pelo esporte. “Tive uma fratura no joelho e indicação cirúrgica. Voltei a nadar, mesmo com dificuldade de locomoção, e hoje posso dizer que estou curada”, afirma ela, que ficou em segundo lugar na categoria 70+ da minitravessia.

A organização da XII Travessia Ilha Trinta Réis foi da Aquática Dejamo e a realização da Secretaria de Esportes e Lazer da Prefeitura de Rio das Ostras.

 

FONTE: Secretaria de Comunicação Social

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.