Moradores devem fazer cadastramento no Cartão SUS

Usuários da rede pública podem procurar postos de saúde para se cadastrar, conforme exigência do Ministério da Saúde

Como exigência do Governo Federal, os usuários da rede municipal de saúde devem se cadastrar para obter o Cartão Nacional de Saúde (Cartão SUS). Em Rio das Ostras os moradores podem procurar a unidade de saúde mais próxima de sua residência para realizar o cadastro. O Cartão SUS é necessário para a realização de procedimentos e consultas nas unidades municipais, exceto para os serviços de emergência.

A partir do cadastramento, o munícipe pode retirar o seu cartão, na unidade de saúde onde foi solicitado, dentro de até um mês. Os dados são processados na Coordenação de Controle, Avaliação e Auditoria. O cadastro integra um sistema informatizado, que pode ser acessado a partir de todas as unidades da rede pública do País ligadas ao SUS e que reúne os dados e informações de saúde dos pacientes.

 O Cartão Nacional de Saúde identifica o paciente, os procedimentos que este já realizou, os profissionais de saúde que o atenderam e também as unidades de saúde onde recebeu atendimento. A partir desses cadastros, os usuários do SUS recebem um número nacional de identificação.

“O cartão é uma grande vantagem para o cidadão, porque permite que seu prontuário esteja acessível em qualquer unidade em que ele for atendido no Brasil. Pelo cartão, pode-se saber, por exemplo, se o paciente é diabético ou hipertenso”, explica a assistente social Rosimeri de Souza Azevedo, a Rosinha, da Coordenadoria de Controle, Avaliação e Auditoria.

Usuários da rede pública devem procurar postos de saúde para se cadastrar, conforme exigência do Ministério da Saúde

Como exigência do Ministério da Saúde, os usuários da rede municipal de saúde devem se cadastrar para obter o Cartão Nacional de Saúde (Cartão SUS). Em Rio das Ostras os moradores podem procurar a unidade de saúde mais próxima de sua residência para realizar o cadastro. O Cartão SUS é necessário para a realização de procedimentos e consultas nas unidades municipais, exceto para os serviços de emergência.

A partir do cadastramento, o munícipe pode retirar o seu cartão, na unidade de saúde onde foi solicitado, dentro de até um mês. Os dados são processados na Coordenação de Controle, Avaliação e Auditoria. O cadastro integra um sistema informatizado, que pode ser acessado a partir de todas as unidades da rede pública do País ligadas ao SUS e que reúne os dados e informações de saúde dos pacientes.

 O Cartão Nacional de Saúde identifica o paciente, os procedimentos que este já realizou, os profissionais de saúde que o atenderam e também as unidades de saúde onde recebeu atendimento. A partir desses cadastros, os usuários do SUS recebem um número nacional de identificação.

“O cartão é uma grande vantagem para o cidadão, porque permite que seu prontuário esteja acessível em qualquer unidade em que ele for atendido no Brasil. Pelo cartão, pode-se saber, por exemplo, se o paciente é diabético ou hipertenso”, explica a assistente social Rosimeri de Souza Azevedo, a Rosinha, da Coordenadoria de Controle, Avaliação e Auditoria.

FONTE: Secretaria de Comunicação Social

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.