Tratamento de esgoto domiciliar é modelo para outros municípios

O novo sistema de acondicionamento e desidratação de resíduos de esgoto domiciliar e de estações de tratamento de esgoto aplicado pela Prefeitura de Rio das Ostras vem chamando a atenção de outros municípios do país. A nova tecnologia, conhecida como “gel bags”, foi implantada há dois meses em uma área próxima à Estação de Tratamento de Esgoto, no bairro Âncora, e já vem recebendo a visita de várias cidades e órgãos interessados em conhecer o sistema.

Na última quinta-feira, dia 27, o subsecretário estadual de Energia, Indústria Naval e Petróleo, Alceu Souza, e uma equipe de técnicos do Estado do Rio de Janeiro vieram a Rio das Ostras para se inteirar melhor sobre o sistema. “É uma tecnologia bastante simples e eficiente e que pode ser a solução para alguns problemas crônicos de meio ambiente do Estado do Rio de Janeiro”, disse o subsecretário que visitou o sistema junto do vice-prefeito de Rio das Ostras, Ronaldo Fróes.

O consultor da Esco Comercial, José Antônio Ribeiro, que também veio conhecer os gel-bags, destacou que entre as vantagens do sistema estão a economia e a praticidade. “O gel-bag oferece um sistema simples para a drenagem de resíduos sólidos, que dispensa equipamentos caros e de difícil operação, além de ter alta eficiência e ser mais higiênico”, disse Ribeiro.

Para o prefeito de Rio das Ostras, Carlos Augusto, o interesse de tantos municípios pelo sistema utilizado em Rio das Ostras mostra que a cidade está no caminho certo. “Rio das Ostras lançou mão de uma nova tecnologia, com alto grau de eficiência, que resolverá definitivamente o destino do esgoto transportado pelos caminhões limpa-fossa”, comentou o prefeito, lembrando que Rio das Ostras é a primeira cidade a implantar esse sistema no Estado do Rio.

TRATAMENTO – A princípio, esse trabalho será realizado no Âncora de forma emergencial, já que o mesmo sistema está sendo montado em proporções maiores na área do Aterro Sanitário. O local, além de receber o despejo dos limpa fossas, também tratará o chorume do Aterro Sanitário.

O sistema consiste em grandes sacos feitos de materiais especiais que recebem os resíduos do esgoto. Esse processo, que há mais de dez anos vem sendo utilizado com sucesso nos Estados Unidos, foi implantado de forma pioneiro no Brasil pelo Paraná.

FUNCIONAMENTO – O sistema que funcionará no Aterro Sanitário deverá entrar em operação ainda este mês. No local foram colocados quatro gel-bags com capacidade de 12,5 milhões de litros cada, o que baseado nos dados do volume de esgoto produzido pelo município propicia um tempo de utilização de dois anos para cada recipiente.

De acordo com o secretário de Urbanismo, Obras e Serviços Públicos de Rio das Ostras, Paulo Villaça, esse sistema será o suficiente para atender o município no tratamento de esgoto de forma eficiente até que o Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) fique pronto, em 2007.

VISITAS – Entre os municípios e órgãos que visitaram Rio das Ostras para conhecer o sistema de gel-bags estão: Volta Redonda (SAAE), Juiz de Fora (CESAMA), Companhia de Águas do Rio Grande do Norte, Comitê da Bacia do Paraíba do Sul, entre outros.

FONTE: SECOM – PMRO. 

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.