Rio das Ostras desenvolve tecnologia inovadora para combate à Dengue

Sistema de monitoramento inteligente está em teste e vai agilizar as ações da Secretaria de Saúde

 A Prefeitura de Rio das Ostras iniciou nesta semana os testes com um sistema inovador de monitoramento inteligente da Dengue. O sistema, via celular e satélite, permite enviar informações em tempo real, agilizando as ações da vigilância sanitária no combate aos focos do Aedes aegypti. Nova Esperança foi escolhida como a primeira localidade a ser atendida.

A moradora do Nova Esperança Rosária Fidélis conheceu o novo sistema nesta quarta-feira, 5, e aprovou a iniciativa. "O trabalho da Prefeitura já é muito bom. Os servidores vêm aqui, colocam o produto, botam tela nas caixas d´água… e mostram para a gente como evitar o mosquito. Com esse sistema acho que eles vão poder agir mais rápido", disse Rosária.

Desenvolvido em parceria com a empresa Ecovec, de Belo Horizonte, o software é oferecido gratuitamente ao município, já que se trata de uma versão em teste. Além dessa vantagem, o programa está sendo construído de acordo com a demanda e a realidade de Rio das Ostras.

"O novo monitoramento da dengue é uma ação preventiva de saúde. Os investimentos em tecnologia, ao lado do desenvolvimento científico e humanização, são prioridades e garantem uma Saúde Pública de qualidade", disse o secretário de Saúde, Sérgio Manhães.

O funcionamento é simples e vai substituir as atuais planilhas de papel, utilizadas em todo o País, permitindo a coleta, por celular, dos dados dos imóveis visitados. Durante as visitas regulares, as informações coletadas pelo servidor da vigilância são enviadas, por celular com o Sistema de Posicionamento Global – GPS, ao programa, contribuindo para formar o mapa da infestação do mosquito no município. O software permite ainda a inclusão de outros tipos de dados, que servirão de base para o trabalho da Prefeitura. 

            Vantagens – A informatização torna a coleta de dados mais confiável. Também dinamiza as ações de combate à doença, uma vez que oferece, instantaneamente, o mapeamento total da situação da doença no município.

            "Os dados estarão disponíveis, na Internet, a qualquer cidadão. O morador poderá saber o índice de infestação no seu bairro e os números em toda a cidade", explica Leônidas Heringer, diretor do departamento de Vigilância Sanitária.

            Apoio do morador – Para o sucesso da nova tecnologia, a Secretaria de Saúde conta com o apoio dos moradores, que devem continuar seguindo as recomendações dos agentes sanitários, eliminando os possíveis focos do mosquito.


FONTE: Secretaria de Comunicação Social

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.