Projeto Pixinguinha emociona público

O Projeto Pixinguinha, que aconteceu no Teatro Popular de Rio das Ostras no último dia 16 de março, levantou a platéia que, emocionada, cantou e aplaudiu Jane Duboc, Maurício Carrilho e Celso Adolfo.

 

O espetáculo foi uma viajem pela música popular brasileira desde chorinho com Maurício Carrilho, aos clássicos como Carinhoso, quando o público teve grande participação.

Outro belo momento foi quando a cantora Jane Duboc, acompanhada pelo músico Marcelo Bernardes, interpretou a música “Manuel, O Audaz”.

Já o mineiríssimo Celso Adolfo, com suas modas de viola do cancioneiro popular das bandas de Minas Gerais, deu uma demonstração de alto nível cantando “Serrano” e “Brasil Nome de Vegetal”, apenas voz e violão. “É uma honra estar tocando neste projeto, que em tempo, foi retomado”, declarou Celso.

Também participaram do show Alex Buck (bateria/percussão), Arismar do Espírito Santo (violão/baixo), Pedro Amorim (bandolim/pandeiro), Pedro Paes (clarinete), Rui Alvim (clarinete/clarone) e Thiago Alves (baixo). Na direção, o carioca Luis Filipe de Lima que, além de ser um dos melhores instrumentistas do país à frente do violão sete cordas, criou e dirigiu várias séries de shows como Partido-Alto:Samba de Fato, Sete Cordas: Um Violão Brasileiro e Lamartine em Revista.

Com a casa cheia, o Teatro Popular de Rio das Ostras teve que disponibilizar 40 cadeiras extras, além de sua capacidade normal de 200 lugares, a fim de atender ao público, em sua maioria de convidados, já que o objetivo da Fundação Rio das Ostras de Cultura não era a venda de ingressos. A platéia era bem heterogênea contando, inclusive, com pessoas de municípios vizinhos, como foi o caso de Sidnei de Oliveira Galvão, morador de Barra de São João há apenas quatro meses. “Tomei conhecimento do projeto através do rádio quando fazia o trajeto para Macaé”. Fiquei surpreso ao saber que Rio das Ostras tem opções de lazer desse nível já que, vindo do Rio de Janeiro, estava acostumado com esse tipo de programação. É bom para toda a região”, concluiu.

Nesta terceira edição, o projeto, que já se tornou parte do calendário cultural de todo o país, contou com a parceria com a Fundação Rio das Ostras de Cultura sendo uma iniciativa da Funarte, com patrocínio da Petrobrás e apoio da Associação Cultural da Funarte.

Vale ressaltar que Rio das Ostras, além do Rio de Janeiro, foi o único município do Estado a receber o Projeto Pixinguinha. Após esta apresentação, a Caravana seguiu para Boa Vista, Manaus, Macapá, Santarém(PA), Belém e São Luiz.

FONTE: SECOM – PMRO.

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.