Produtores de feijão terão orientação da EMBRAPA

A partir de agora os produtores de feijão da localidade de Cantagalo, em Rio das Ostras, contarão com o apoio da EMBRAPA (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecurária) para o cultivo do grão.
A parceria foi acertada nesta segunda-feira, dia 24, entre o secretário de Meio Ambiente, Agricultura e Pesca de Rio das Ostras, Max José de Almeida e o pesquisador da EMBRAPA, do núcleo Arroz e Feijão, de Goiânia (GO), José Alexandre Barrigossi, que esteve em Cantagalo para conhecer as plantações de feijão.

Segundo Max, o município e a EMBRAPA estabelecerão um intercâmbio para obter novas tecnologias com o objetivo de aprimorar o plantio do grão, favorecendo, assim, a sustentabilidade do projeto. “Essa parceira da EMBRAPA é um grande prestígio ao nosso projeto que já vem dando certo no município”, destacou ele.

O secretário explicou ainda que com esse apoio os produtores poderão introduzir o plantio de novas variedades e tipos de feijão, gerando assim uma maior oferta do produto do mercado, que também terá seu valor comercial aumentado.

Na avaliação do pesquisador da EMBRAPA, que percorreu toda a área plantada, a localidade tem todas as condições para investir nessas variações do grão, o que irá propiciar a melhoria da renda do produtor rural. “A EMBRAPA tem todo o interesse em orientar os produtores rurais para que eles possam prosperar. Por isso estamos dispostos a firmar parcerias com os municípios para que eles possam orientar adequadamente esses produtores”, explicou Alexandre Barrigossi.

Para isso, de acordo com o pesquisador, a EMBRAPA também oferecerá treinamento aos técnicos da Secretaria de Meio Ambiente para que eles possam ensinar aos produtores rurais a escolherem as sementes para o próximo plantio. “Com isso esses produtores economizarão o dinheiro que investiam em insumos, já que farão a seleção destas sementes em sua própria plantação”, explicou ele.

BENEFÍCIOS – Quem está comemorando esta parceria são os produtores de feijão de Cantagalo, que atualmente somam 45 agricultores. Segundo Waldemir Alves Barcelos, que plantou em uma área de sete hectares, este auxílio da EMBRAPA é muito importante para os pequenos produtores que não têm condições de arcar com os custos de uma assessoria técnica. “Já temos um grande apoio da Secretaria de Meio Ambiente, mas toda ajuda em busca de melhorias, para nós, é bem-vinda”, comentou o produtor, que inicia a colheita de seu feijão a partir da segunda quinzena de agosto.

FEIJÃO MARAVILHA – O plantio de feijão em Cantagalo foi implementando em 2005 pela Secretaria de Meio Ambiente, Agricultura e Pesca de Rio das Ostras, por meio do Programa Renda no Campo, e ficou conhecido como “Feijão Maravilha”.

No ano passado foram plantados 35 hectares de terra. Nesta safra a área foi ampliada para 56 hectares e a previsão, segundo o secretário de Meio Ambiente, é que a colheita deste ano supere a de 2005, que foi de 50 toneladas de feijão. “Este ano estamos orientando os produtores quanto a questão do custo e comercialização do feijão para que eles possam melhorar seus lucros”, finalizou o secretário.

FONTE: SECOM – PMRO.

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.