Integrantes de projetos da Prefeitura de Rio das Ostras estão engajados no mutirão da solidariedade

Representantes das Escolinhas de Esporte, Jovem Cidadão e Feliz Idade estão trabalhando na triagem do material arrecadado para a Região Serrana 

Integrantes dos projetos da Secretaria de Esporte e Lazer e dos programas Jovem Cidadão e Feliz Idade, da Secretaria de Bem-Estar Social também estão engajados no mutirão de solidariedade, às vítimas das fortes chuvas ocorridas na Região Serrana.

Cerca de 30 pessoas dos projetos estão na base de operações, montado pela prefeitura no galpão da Sinal Audiotec, trabalhando diariamente na triagem do material arrecadado para ser enviado às famílias necessitadas.

Maiara de Souza Coutinho e Jessica da Silva Oliveira, ambas do Projeto Jovem Cidadão, estão felizes em colaborar com as famílias desabrigadas da Região Serrana. “Sou voluntária porque esta é uma causa nobre e ajudar os outros sempre faz bem”, declarou Maiara.

A equipe do Feliz Idade atendeu um pedido da secretária de Bem-Estar Social, Márcia Almeida, e se prontificou para trabalhar também neste mutirão. “Esta foi uma idéia dada pelo prefeito Carlos Augusto que soubemos aproveitar da melhor maneira possível”, disse Márcia Almeida.

Graças ao trabalho voluntariado, Luciléia Honório de Castro está deixando a depressão de lado. “Estou muito feliz em poder ajudar. Estava muito triste e deprimida pelo que aconteceu às famílias que estão desabrigadas. Quando comecei aqui na triagem, a alegria foi tomando o lugar da tristeza por saber que estamos ajudando de alguma forma”, declarou.

Ruth de Souza está confiante de que tudo será resolvido. “Estou pronta para ajudar no que for possível. Tenho fé em Deus que todas essas famílias vão se recuperar”, acredita.

Ao ver o número de donativos arrecadados na base de operações montada pela Prefeitura, Elisabete Delphino ficou muito contente. “A solidariedade da população de Rio das Ostras é fantástica. Vamos continuar contribuindo para que as famílias possam ter um alento no meio desta tragédia”, informou.

DOAÇÕES – Além das bases da Guarda Municipal, do posto da Praça José Pereira Câmara, no Centro, e do Centro de Qualificação Profissional, na Zona Especial de Negócios, Rio das Ostras conta com mais de 20 postos de arrecadação espalhados pela cidade. As vítimas da tragédia precisam, principalmente, de água potável, fraldas geriátricas, roupas, colchonetes, alimentos não perecíveis, material de higiene, velas e fósforos. Quem quiser ajudar deve procurar os postos de coleta ou ligar para a Guarda Municipal pelo telefone 153, ou a Defesa Civil, 199 para mais informações.

FONTE:
Departamento de Jornalismo
Secretaria de Comunicação Social

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.