Guardas de Rio das Ostras contêm incêndio em reserva ambiental

Agilidade da Defesa Civil e Inspetoria de Proteção Ambiental evitou que mais hectares de terra fossem destruídos 

Mais uma vez a Defesa Civil e a Inspetoria de Proteção Ambiental (Inpa) da Secretaria de Ordem Pública e Controle Urbano conseguiram ser rápidas, evitando um dano maior à área de Itapebussus, uma Unidade de Conservação municipal. Um incêndio iniciado na tarde de sábado, 19, devastou cerca de 20 hectares da Unidade de Conservação, mas foi controlado pelos agentes. A ação do fogo cessou na manhã de segunda-feira, dia 21.

O foco do incêndio foi próximo à trilha que dá acesso à praia da Enseada das Gaivotas. Técnicos da Defesa Civil e da Inpa não descartam a hipótese de o fogo ter sido provocado por ação humana, mas o laudo só pode ser constatado pela perícia especializada.

Para aumentar a proteção à área, a Secretaria de Ordem Pública e a de Meio Ambiente pretendem fechar uma trilha existente no local, que foi aberta entre a vegetação artificialmente para dar acesso de banhistas ao mar.

UNIDADE DE CONSERVAÇÃO – A Área de Relevante Interesse Ecológico (Arie) de Itapebussus é uma das quatro Unidades de Conservação (UC) do município e conta com 907 hectares. No local habitam espécies de flora e fauna em risco de extinção, como a planta de restinga Jacquínia e o sabiá da praia.

FONTE:
Secretaria de Comunicação Social
Departamento de Jornalismo

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.