DEPA alerta sobre morte de tartarugas marinhas

O Departamento de Proteção Ambiental (Depa) da Secretaria de Guarda e Trânsito da Prefeitura de Rio das Ostras alerta à população sobre a ocorrência de mortes de tartarugas marinhas nas praias do município.

De acordo com o diretor do Depa, Sargento Rangel, as mortes acontecem devido ao desrespeito da lei pelos pescadores, que estendem redes de pesca a menos de 500 metros da costa, como determina a legislação. Com isso, as tartarugas acabam ficando presas nas redes e, muitas vezes, morrem antes de serem libertadas.

Segundo Rangel, do início deste ano até agora, 20 tartarugas marinhas já morreram, sendo oito apenas no mês de junho, além de dezenas de outras que foram libertadas das redes pelos homens do Depa. Já foram encontradas mortas tartarugas marinhas das espécies cabeçuda, verde, de couro e de pente. “Os pescadores que são flagrados pelo Depa estendendo redes a menos de 500 metros da costa são autuados por crime ambiental”, ressalta o diretor do Depa.

FONTE: SECOM – PMRO. 

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.