Rio das Ostras promove Semana da Alimentação Saudável

Nutricionistas orientam pacientes em palestras nas unidades de saúde. Programação vai até dia 24

Quem se alimenta adequadamente tem menos chances de adoecer. Partindo desse princípio, a Prefeitura de Rio das Ostras está promovendo a Semana da Alimentação Saudável. Dentro da programação, estão previstas palestras em unidades de saúde do Município. As atividades seguem até 24 de outubro.

Entre os temas das palestras, que começaram no início da semana, estão “Adesão à Dieta Saudável na Infância”, “Uso de temperos naturais”, “Alimentação integral dos alimentos”, “Consumo e higienização de frutas, verduras e legumes”, entre outros. Segundo Dina Reis, coordenadora da Área Técnica de Alimentação e Nutrição da Secretaria de Saúde do Município, todos os temas são importantes, mas a promoção da horta orgânica é um dos mais importantes.
“Dentro da Semana de Alimentação Saudável, nossos nutricionistas ensinam aos pacientes a ter em casa sua própria horta orgânica. Sabemos que a diminuição de agrotóxicos colabora para a qualidade de vida. Além disso, equilibram o colesterol e a pressão arterial”, explica Dina.
As atividades acontecem nos horários dos postos, envolvendo pessoas de diferentes idades, atendidas pelos programas de saúde. As ações são adequadas ao perfil de cada grupo.
Átila Rodrigues sempre participa do grupo de idosos no posto de saúde do Operário. O aposentado, que relata não fazer nenhuma utilização de medicamentos, gosta de participar de todas as palestras. “Com o tempo a gente vai relaxando um pouco com a saúde. A cada encontro eu vou relembrando de cuidados importantes com meu corpo e assim consigo manter minhas taxas em dia e não ficar dependente de remédios”, conta.
A nutricionista Paula Serjipense orientou os idosos a diminuir o uso de sal e dar prioridade aos alimentos naturais como verduras, legumes e frutas. “Nosso papel é colaborar para uma vida mais saudável. E já sabemos que nossa saúde depende daquilo com que nos alimentamos. Esses encontros são importantes, pois eles perguntam bastante sobre o tema e demonstram querer mudar os hábitos de vida”, conta.
FONTE:
Secretaria de Comunicação Social
Departamento de Jornalismo

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.