Rio das Ostras Jazz & Blues Festival agita o feriado na região

Nos dois primeiros dias do evento, cerca de 50 mil pessoas ouviram música de qualidade

O Rio das Ostras Jazz & Blues Festival começou batendo record de público. Cerca de 50 mil pessoas já assistiram os shows nestes dois primeiros dias de evento, nos três palcos – Lagoa de Iriry, Praia da Tartaruga e Costazul.

 

NOITE DE ABERTURA – A Orquestra Kuarup de Rio das Ostras abriu a quinta edição do festival com um grande show com a participação do flautista David Ganc, na noite de quarta-feira, dia 6, em Costazul.

Big Gilson Band esquentou a noite fria com seu blues com toque de rock n´roll e Naná Vasconcelos encantou o público com sons diversificados inspirados nas suas experiências na Amazônia.

 

STREET BAND – No melhor estilo de street band, a Dixie Square Jazz Band foi às ruas e transformou Rio das Ostras na cidade do jazz na quinta-feira. Percorrendo os principais pontos de concentração de pessoas a banda, com muito ritmo e bom humor, convidou moradores e turistas para os shows do festival.

A Dixie Square Jazz Band vai continuar divulgando o Rio das Ostras Jazz & Blues Festival até domingo, inclusive nos municípios vizinhos.

SEGUNDO DIA DE SHOWS – O guitarrista brasileiro Big Gilson reuniu milhares de pessoas na Lagoa de Iriry na tarde de quinta-feira. Um dos maiores guitarristas de blues do Brasil, Big Gilson animou a platéia que curtiu música de qualidade cercada pela natureza.

Em seguida, na Praia da Tartaruga, foi a vez da apresentação do Stefon Harris Quartet, que reuniu um grande público. O vibrafonista é considerado um dos maiores instrumentistas de sua geração e encantou a platéia em um show emoldurado pelo pôr-do-sol.

A segunda noite do festival foi aberta pelo guitarrista americano Michael Hill, que levantou o público em quase duas horas de show. Devido ao sucesso, o músico fará um show extra em Costazul na noite de sábado, dia 9.

O bandolinista brasileiro Hamilton de Holanda fez o segundo espetáculo da noite, apresentando diversos sucessos da Música Popular Brasileira como Ponteio, de Edu Lobo, e Trenzinho Caipira, de Villa-Lobos.

A noite foi encerrada com o show do pianista brasileiro Dom Salvador, que se apresentou na companhia de seu trio norte-americano.

 FONTE: SECOM – PMRO.

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.