Rio das Ostras é citada como exemplo

Rio das Ostras é citada como exemplo no Relatório Social da Microsoft

Município se destacou na Região Sudeste na preparação de jovens para o mercado de trabalho no setor de informática

 

Rio das Ostras ganha mais uma vez destaque em uma publicação nacional, desta vez graças aos programas de informática educacional realizados nas escolas da Rede Municipal de Ensino. A cidade é citada no Mapa de Empregos e Oportunidades do Relatório Social 2007 da Microsoft como exemplo de cidade da Região Sudeste na preparação dos jovens para o mercado de trabalho no setor de informática.

No ano passado, por intermédio de uma parceria com a Microsoft e o Instituto Crescer, a Educação de Rio das Ostras formou 320 monitores de informática, capacitados nas áreas de hard e software. A Educação em Rio das Ostras conta atualmente com cerca de 500 monitores voluntários, além de um grupo de 20 estudantes que participam do Programa Pró-Interação (Print) como bolsistas.

"Rio das Ostras se destacou entre os municípios que participaram do Programa Aluno Monitor graças à seriedade do trabalho de tecnologia educacional que já desenvolvia e potencializou ainda mais os resultados. Os alunos da cidade não fizeram o curso apenas para ter mais um diploma e já estão atuando como monitores de informática e ingressando inclusive no mercado", afirma Luciana Allan, diretora técnica do Instituto Crescer, parceiro da Microsoft no Programa Aluno Monitor que, desde 2003, capacitou 13 mil alunos e 1,2 mil professores de 400 municípios em seis estados brasileiros.

Um dos ex-bolsistas do Print, Ícaro Santos Olegário, de 20 anos, dá o seu depoimento no Relatório Social da Microsoft. O jovem, que participou também do programa Aluno Monitor, conta que através da informática aumentou a auto-estima, desenvolveu potenciais e melhorou o rendimento escolar.

"Eu não tinha interesse em estudar e ia à escola apenas para satisfazer os meus pais. Depois que fui convidado a atuar como bolsita voluntário na sala de informática da escola municipal América Abdalla eu descobri que tinha aptidão e poderia me desenvolver nessa área. Fui um dos primeiros bolsistas do Print e logo tive a oportunidade de fazer estágio na Caixa Econômica", conta Ícaro, que está concluindo o 2º grau e trabalha atualmente como agente técnico na Gestão de Tecnologia Educacional da Prefeitura de Rio das Ostras.

Destaque nacional – Não é a primeira vez que o trabalho de monitoria de informática desenvolvido em Rio das Ostras ganha destaque. Iniciado há dois anos, o Print ficou entre os três finalistas na Categoria Aluno Monitor do Prêmio Microsoft Educadores Inovadores – Brasil de 2006 e foi apresentado no Congresso Luso-Brasileiro de Política e Administração de Educação, em Lisboa, em abril de 2007.

Os alunos-monitores do Print estudam regularmente nas escolas do município e atuam quatro horas por dia em espaços digitais, recebendo uma bolsa de meio salário mínimo. Entre as ações que desenvolvem estão o auxílio a outros estudantes no uso da informática, suporte tecnológico à Secretaria de Educação e desenvolvimento de sites para ONGs e órgãos governamentais.


FONTE: Secretaria de Comunicação Social

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.