Rio das Ostras ganha sistema de alerta de enchentes

Duas estações já foram instaladas no Município como parte da implantação do Plano de Macrodrenagem

A Prefeitura de Rio das Ostras e o Instituto Estadual do Ambiente – Inea continuam avançando nas ações para implantação de um Plano de Macrodrenagem, buscando solucionar os problemas de enchentes no município.

Como parte dos trabalhos, a cidade ganhou um sistema de alerta de cheias. Técnicos do Instituto trabalham no sentido de apontar os pontos considerados críticos dos rios Jundiá e das Ostras, e dos canais Medeiros e das Corujas e da Lagoa de Iriry.
A instalação do sistema de alerta de cheias do Inea, que permite à população obter informações on-line sobre nível de água e chuvas no site do órgão estadual já foi realizada em Rio das Ostras. Duas estações telemétricas foram instaladas, sendo uma no rio Jundiá, na ponte de pedestres, e a outra no rio Iriry, na ponte de acesso à Nova Cidade. Essas são as principais medidas a serem adotadas nesta etapa do projeto. Enquanto isso, uma empresa especializada vai realizar o trabalho de levantamento de dados. A partir dessas ações, o Município terá condições de traçar seu Plano de Macrodrenagem, com conhecimento real das condições dos seus recursos hídricos.
O Inea destaca a importância de desenvolver uma política de conscientização junto à população para ajudar o poder público a evitar invasões em área de risco, lembrando que esse trabalho vem sendo feito na Região Serrana, após a tragédia 2011. “O Inea está à disposição da Prefeitura para ajudar a traçar intervenções que venham minimizar as inundações”, destacou o coordenador de Planejamento e Projetos Estratégicos do Inea, o engenheiro civil José Edson Falcão.

MACRODRENAGEM – No dia 23 de janeiro, o prefeito Sabino se reuniu com a presidente do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), Marilene Ramos, para discutir detalhes do Projeto de Macrodrenagem, voltado para a prevenção de enchentes no Município. A Prefeitura também conta com o apoio do Instituto na elaboração do seu Plano Municipal de Saneamento, que prevê a ampliação do sistema de esgotamento.
A elaboração do Projeto de Macrodrenagem de Rio das Ostras, que será custeada pelo Estado, encontra-se em fase final de licitação. O Inea também vai pleitear recursos federais para a realização das obras necessárias. O projeto, orçado em R$ 1,1 milhão, tem prazo de um ano e será importante para a redução dos problemas trazidos pelas enchentes no município.

FONTE:
Secretaria de Comunicação Social
Departamento de Jornalismo

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.