Rio das Ostras é uma das cidades pioneiras a aderir à Hora do Planeta

Cidade vai apagar as luzes no próximo dia 26 em um movimento mundial contra o aquecimento global

Como destaca o site oficial do movimento (www.horadoplaneta.org.br), Rio das Ostras foi uma das primeiras cidades brasileiras a aderir à Hora do Planeta, em 2009. Este ano, o município já se programou para esse grande movimento contra o aquecimento global. No próximo dia 26,sábado, das 20h30 às 21h30 a cidade apaga suas luzes em defesa da vida. E todos os moradores podem participar.

Em Rio das Ostras, serão desligadas as luzes da ponte estaiada sobre o rio das Ostras e de prédios das secretarias. E a Prefeitura incentiva toda a população a apoiar o movimento, apagando as lâmpadas das residências durante o ato simbólico. Esta é a terceira vez que a cidade participa da Hora do Planeta.

“É uma satisfação saber que somos pioneiros em um evento de tamanha importância. Rio das Ostras é reconhecida por sua mobilização em torno da preservação ambiental e a cada ano conseguimos uma adesão maior dos moradores”, disse o secretário de Meio Ambiente, Max Almeida.

Além do evento simbólico no dia 26, as escolas municipais estão desenvolvendo projetos pedagógicos sobre o tema aquecimento global, integrado à preservação da água – já que o município também comemora a Semana da Água neste período.

HORA DO PLANETA – A Hora do Planeta é um ato simbólico, promovido no mundo todo pela ONG WWF, no qual governos, empresas e a população demonstram a sua preocupação com o aquecimento global, apagando suas luzes durante sessenta minutos. Em 2009, o WWF-Brasil realizou pela primeira vez a Hora do Planeta no País e no ano passado, a Hora do Planeta reuniu mais de um bilhão de pessoas em 4200 cidades, em 125 países. Monumentos como Cristo Redentor, Torre Eiffel, London Eye, Fontana de Trevi e Empire State foram alguns dos 1383 ícones que ficaram no escuro por 60 minutos.

FONTE: 
Departamento de Jornalismo
Secretaria de Comunicação Social

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.