Área de Saneamento da Secretaria de Saúde vai operar mais uma estação de esgoto

Com o novo projeto, o Departamento de Saneamento passa a operar 11 estações de tratamento de esgoto no município

Saneamento básico é uma prioridade da Prefeitura de Rio das Ostras. E um dos principais responsáveis pelos avanços das ações do município nessa área é o Departamento de Saneamento da Secretaria de Saúde.

Com o projeto da estação de tratamento de esgoto (ETE) da Zona Especial de Negócios – ZEN, que entra em operação em breve, o departamento passa a responder pela operação técnica das 11 estações em Rio das Ostras. O departamento também desenvolve outros projetos, como análise de amostras de água e esgoto, intervenções na rede de água e esgoto, melhorias sanitárias para a população, entre outros.

O conceito moderno de Saúde tem sua base na prevenção, como preconiza o Sistema Único de Saúde -SUS. Por isso, a Secretaria de Saúde mantém um departamento exclusivamente dedicado à coordenação e execução das políticas de saneamento do município. O setor busca garantir ações eficientes de saneamento, com o objetivo de proteger a saúde da população. O departamento trabalha em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente e de Obras Públicas, de forma integrada, em ações contínuas, como no tratamento do esgoto, do chorume (lixo) no Aterro Sanitário e intervenções nas redes de água e esgoto.

O Departamento de Saneamento já opera as ETEs do Recanto, Ilha, Cidade Praiana, Nova Cidade, Rocha Leão, Praia Âncora e do Aterro Sanitário, e ainda, as estações de menor porte, do Hospital Municipal, da Prefeitura e da Escola Municipal Trindade, em Cantagalo. Com serviço de coleta e tratamento de esgoto, a Prefeitura já atende cerca de 12 mil pessoas. O Departamento realiza, também, a análise, a partir de 28 pontos, de amostras de esgoto bruto e tratado.

Novos projetos estão em fase de implementação, como a reutilização dos efluentes resultantes do tratamento do esgoto – tanto do lodo, como adubo, quanto da água, para regar os jardins da cidade e uso na limpeza pública – que é possível graças ao moderno sistema de tratamento de resíduos mantido pelo município.

O diretor do Departamento, Aladim Mendes, inspeciona pessoalmente as ações de saneamento em todos os pontos da cidade. “Saneamento é saúde e economia de recursos públicos: cada Real investido em Saneamento, representa uma economia de 4 Reais no tratamento de doenças”, explica Aladim. “Estamos trabalhando de domingo a domingo para garantir que os moradores tenham as melhores condições sanitárias possíveis”, finaliza o diretor.

 

Melhorias Sanitárias – O departamento desenvolve também o Programa de Melhorias Sanitárias no município. A partir de uma rotina de visita dos agentes sanitários às residências, verifica-se a necessidade de melhorias sanitárias, como forma de prevenção de doenças e garantia de condições dignas de vida aos moradores. A quem necessita, o departamento oferece um módulo sanitário completo e instalado, com caixa d´água, banheiro com chuveiro, tanque, caixa de gordura, fossa séptica, filtro anaeróbico e sumidouro. O programa é realizado desde 1998, e somente no último ano, atendeu 85 famílias de áreas carentes.

FONTE: SECOM – PMRO. 

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.