Procon Rio das Ostras desmente fake news e confirma seu papel de proteção dos consumidores

Procon Rio das Ostras desmente fake news e confirma seu papel de proteção dos consumidores

Diante de informações falsas sobre sua atuação perante a empresa Rio +, o Procon de Rio das Ostras divulgou esclarecimentos à população nesta quinta-feira, 11.

O Procon confirmou seu compromisso com a proteção dos consumidores e esclareceu que, desde a data que a empresa Rio + iniciou as operações no Município, em substituição a Cedae, já oficiou a empresa.

O órgão também se reuniu com representantes da empresa, no último dia 9, para esclarecer como a empresa irá solucionar os questionamentos da população.

Nessa reunião, foram tratados os assuntos de interesse dos moradores, incluindo canais de atendimento, manobras de água, concessão de caminhão pipa, situações de serviços emergenciais, além de projetos de melhoria para suprir a necessidade de toda população.

“Nossa equipe de atendimento informa aos consumidores todas as alternativas possíveis para solução das demandas, contato telefônico, abertura de reclamação com marcação de audiência no Procon, ou em casos emergenciais, o ingresso com ação judicial. Jamais orientamos o ingresso com ação judicial como forma principal para resolução dos conflitos”, explica Rafael Macabu, coordenador do Procon.

ORIENTAÇÕES À POPULAÇÃO – A Rio + não opera da mesma forma que a Cedae, porém se compromete a respeitar as legislações da Agenersa.- Agência reguladora de Energia e Saneamento Básico do Estado do Rio de Janeiro.

A Rio +, quando recebe reclamação de falta de abastecimento, primeiramente encaminha uma equipe técnica a fim de verificar o motivo do não abastecimento, e caso seja constatada a falta d´água, o técnico abre solicitação para envio do caminhão pipa.

Os consumidores que já possuem decisão judicial favorável, em face da Cedae, devem registrar reclamações informando o número do processo judicial junto a Rio +. Caso não haja o cumprimento pela empresa, o Procon deve ser acionado.

Independente da empresa, em todo o procedimento administrativo aberto no Procon, há a necessidade do consumidor apresentar que houve a negativa de resolução da demanda por parte da empresa.

O Procon se coloca à disposição da população, para atendimento e esclarecimentos, pelo telefone (22) 2771-6581 ou na sede do Procon no Centro de Cidadania, no Âncora.

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.