Plano de Macrodrenagem de Rio das Ostras avança mais uma etapa

Relatório técnico elaborado pelo Inea foi apresentado nesta quarta ao prefeito Sabino e secretários municipais

A Prefeitura de Rio das Ostras e o Instituto Estadual do Ambiente – Inea avançaram mais uma etapa em direção à implantação de um Plano de Macrodrenagem, que deve minimizar os problemas de enchentes no município. Nesta quarta, dia 15, técnicos do Instituto apresentaram ao prefeito Sabino e secretários municipais um relatório técnico que vai nortear as próximas ações.
Dentro de 20 dias a equipe técnica do Inea vai realizar um sobrevoo no município para apontar pontos considerados críticos dos rios Jundiá e das Ostras, e dos canais Medeiros e das Corujas e da Lagoa de Iriry. Também está prevista a instalação de duas estações do sistema de alerta de cheias do Inea, que permite à população obter informações on-line sobre nível de água e chuvas no site do órgão estadual. Essas são as principais medidas a serem adotadas nesta etapa do projeto. Enquanto isso, uma empresa especializada vai realizar o trabalho de levantamento de dados.
A partir dessas ações, o Município terá condições de traçar um Plano de Macrodrenagem, com conhecimento real das condições dos seus recursos hídricos.
A equipe técnica da Prefeitura está atuando em parceria com o Inea. “Reconhecemos que é um projeto de longo prazo, mas precisamos tomar decisões técnicas pensando no crescimento de nossa cidade, planejando o futuro. Esse relatório vai nos permitir ainda a tomar decisões acertadas na aprovação de projetos imobiliários, evitando que pessoas ocupem áreas suscetíveis a inundações”, disse o prefeito Sabino.
O coordenador de Planejamento e Projetos Estratégicos do Inea, o engenheiro civil José Edson Falcão, destacou a importância de desenvolver uma política de conscientização junto à população para ajudar o poder público a evitar invasões em área de risco. Ele explica que esse trabalho vem sendo feito na Região Serrana, após a tragédia 2012. “O Inea estará à disposição da Prefeitura para ajudar a traçar intervenções que venham minimizar as inundações”, completou o engenheiro.
Participaram ainda da reunião o vice-prefeito Gelson Apicelo, os secretários de Ambiente, Nivaldo Talon, de Planejamento, Mauricio Paraguassu, de Segurança Pública, Paulo César Viana , acompanhando do coronel da Defesa Civil Erica Alves, e do subsecretário de Obras, Mario Jorge.

OBRAS – A realização desse projeto já tem verba aprovada na ordem de R$ 1,1 milhão, a cargo do Comitê das bacias hidrográficas dos rios Macaé e das Ostras e tem previsão de conclusão de um ano.

FONTE:
Secretaria de Comunicação Social
Departamento de Jornalismo

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.