Parque dos Pássaros em Rio das Ostras recebe novas aves

Nesta terça-feira, 11 novos animais passaram a habitar o viveiro. Outros 30 ainda estão em observação.

Desde o dia 8 de janeiro, novas aves habitam o viveiro conservacionista do Parque dos Pássaros, em Rio das Ostras. Foram 11 animais que saíram da quarentena e agora já estão aptos à vida no cativeiro. Mais 30 aves estão em observação.

Os pássaros chegam ao Parque por meio do Centro de Triagem de Animais Silvestres do IBAMA, grande parte apreendida em más condições de saúde.

Foram liberados ao viveiro nesta terça-feira um sanhaço-cinzento, três pichochós (espécie ameaçada de extinção), quatro tico-ticos e três maitacas-verdes.

O Parque dos Pássaros, mantido pela Secretaria de Meio Ambiente, Agricultura e Pesca, tem um importante trabalho de recepção e tratamento de animais apreendidos, muitos deles doentes e vítimas de maus tratos.  O Parque é uma Unidade de Conservação e uma referência em Educação Ambiental na região, abrigando o Núcleo de Educação Ambiental de Rio das Ostras.

Quarentena – Antes de serem introduzidos ao viveiro, os pássaros passam um período de quarentena. Os animais têm de ser observados porque existe o risco dos novos animais portarem alguma doença. Além disso, precisam se readaptar ao vôo, já que a maioria estava em gaiolas. Para conviver com as outras aves, devem ser monitorados para verificar se entram em conflitos com os outros ou se há alguma alteração comportamental.

FONTE: SECOM – PMRO. 

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.