Lançamento do OP Mirim reúne 2 mil jovens

O lançamento do Programa Orçamento Participativo Mirin, desenvolvido pela Secretaria de Planejamento da Prefeitura de Rio das Ostras, reuniu mais de 2 mil jovens na última segunda-feira, dia 20, no antigo Camping de Costazul.

O evento contou com a presença do prefeito Carlos Augusto, do cantor e escritor, Gabriel Pensador e dos atores da novela Global Malhação, Wagner Santisteban, Ícaro Silva, Giordanna Forte, Laila Zaid e Juliana Boller, que participaram de um bate-papo com os adolescentes.

– Hoje estamos promovendo um dos maiores exercícios de cidadania do município. O nosso governo quer ouvir a opinião dos adolescentes e prestar contas de suas ações a eles – destacou o prefeito.

Durante o evento, que foi aberto com uma apresentação da Banda Planar, do Rio de Janeiro, os estudantes presentes tiveram a oportunidade de fazer perguntas ao prefeito sobre as ações que estão sendo desenvolvidas no município pelo poder público. Eles também conversaram com os convidados, que falaram sobre a importância da inserção dos jovens nesse processo de gestão participativa. “O canal está aberto, agora vocês (jovens) precisam ter a iniciativa de participar para que haja mudanças”, destacou Gabriel Pensador, que recentemente lançou um livro para adolescentes que fala sobre inclusão social. Na opinião do cantor, é importante que os jovens tenham a oportunidade de discutir sobre política e cidadania nas escolas, já que estes são temas muito complexos para serem abordados apenas pela televisão ou em letras de música. “Nem mesmo os adultos conhecem as obrigações dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, muito menos os jovens têm esse conhecimento, que deve ser trabalhado de forma ampla”, falou Gabriel.

Já a atriz Laila Zaid, a Bel de Malhação, comentou que os jovens de Rio das Ostras têm sorte por morar em uma cidade onde a opinião deles é valorizada. “Poder opinar nas ações que serão realizadas em nosso município pelo poder público é um grande privilégio”, destacou ela.

APROVAÇÃO – Os adolescentes que participaram do lançamento do programa também aprovaram a iniciativa. Para Renata Moreno da Silva, aluna da 8ª séria da Escola Municipal Maria da Penha de Oliveira, o encontro foi uma ótima oportunidade para que os jovens conhecessem um pouco mais do que é feito pela administração pública no município. “É muito importante participar, dar idéias, mostrar o que realmente queremos. Assim estaremos contribuindo para que a nossa cidade melhore a cada dia”, opinou Renata. O mesmo pensa o aluno do 2º ano do IMERO, André Miguel. Segundo ele, o lançamento do programa foi apenas o início para uma participação mais efetiva dos jovens no desenvolvimento local. “É muito importante a participação de todos nós jovens nesse programa para que juntos possamos fazer a cidade que queremos”, enfatizou o estudante.

A secretária de Planejamento, Rosemarie Teixeira, também disse estar muito satisfeita com os resultados do lançamento do OP Mirim. Segundo ela, houve uma grande receptividade dos adolescentes às demandas da administração pública, que participaram do encontro com abordagens de alto nível. “Nossos adolescentes estão de parabéns. Nesse encontro percebemos o quanto eles estão interessados em saber mais sobre o que está sendo feito pela administração pública e que também querem participar, dando sugestões”, ressaltou a secretária.

Prova disso é que o OP Mirim, que também deverá mudar de nome por sugestão dos adolescentes, já ganhou uma comunidade no Orkut com mais de 150 adeptos. “Os jovens estão acessando a página no Orkut e deixando opiniões positivas sobre o OP Mirim, o que comprova que a iniciativa está sendo bem aceita”, comemorou Rosemarie.

OP Mirim será implantado nas escolas em 2007

O Programa Orçamento Participativo Mirim, que tem como objetivo dar oportunidade às crianças e adolescentes de analisar as realidades locais, inserindo-os num processo de gestão participativa, começará efetivamente em 2007, em escolas municipais, estaduais e particulares para alunos de 5ª a 8ª séries dos Ensinos Fundamental e Médio e Modalidade Normal.

A proposta será trabalha por meio de cartilhas com conceitos de cidadania, que serão distribuídas nas escolas. A intenção é fazer com que crianças e adolescentes tenham um espaço para expor opiniões, aprender a conviver com diversidades, administrar seus sonhos e desejos, tomar decisões e contribuir de forma articulada e organizada com a sociedade.

FONTE: SECOM – PMRO.

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.