Grupo baiano apresenta peça sobre a morte no Festival de Teatro de Rio das Ostras

"O Mistério da Feirinha" e esquetes estudantis são atrações do evento

O Festival Nacional de Teatro de Rio das Ostras chega a sétima semana apresentando na sexta-feira, dia 14, às 20h, as primeiras concorrentes na categoria esquete estudantil. No sábado, dia 15, às 20h, vai estar em cartaz "O Beijo da Morte", com o Grupo Teatral Anormais, de Alcobaça (BA).

No domingo, dia 16, às 17h, a Cia de Arte Persona, de Campos (RJ), encena "O Mistério da Feiurinha". Todos os espetáculos podem ser conferidos no palco do Teatro Popular.

Um tema triste, cercado de medos e preconceitos, a morte ganha nova leitura na peça do grupo baiano. O espetáculo "O Beijo da Morte" apresenta a história de três jovens, portadoras do vírus HIV, que contam as suas experiências na terra.

Baseado nos contos de fadas, "O Mistério da Feiurinha" aproxima-se da linguagem de farsa, com atores interagindo com a platéia. Tanto o cenário quanto o figurino têm concepções de vanguarda, apresentando bruxas vaidosa e produzidas e princesas que dançam até o can-can.

As esquetes estudantis que abrem o fim de semana são "Garçom", encenada pelo Grupo do Instituto Municipal de Educação de Rio das Ostras, "Greco-Romana", com outra companhia teatral riostrense, a do Colégio Casulo, e "Salve-se quem Puder", com o grupo Os Cem Regra, de Casimiro de Abreu.

Uma realização da Fundação Rio das Ostras de Cultura, o festival apresenta todos os fins de semana, até o dia 30 de setembro, produções de várias cidades fluminenses e dos estados de São Paulo e Bahia. Depois das encenações, a platéia poderá participar de um bate-papo com o elenco das peças e esquetes, conhecendo um pouco mais sobre os processos de produção.

Serviço:

Teatro Popular de Rio das Ostras (Av. Amazonas s/nº – Centro – 2760-3119).

Funcionamento da bilheteria: de segunda a quinta-feira, das 14 às 18 horas; sextas, sábados e domingos, das 14 horas até a hora do espetáculo.

Ingresso: R$10 e R$5 (estudantes, professores e maiores de 65 anos).

FONTE: SECOM – PMRO. 

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.