Educadores são orientados a identificar e prevenir abuso sexual de estudantes

Guia Escolar da Rede de Proteção à Infância é lançado em Rio das Ostras com a participação do prefeito Sabino e autoridades

A terceira edição do “Guia Escolar da Rede de Proteção à Infância – Identificação de Sinais de Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes” foi lançado nesta segunda-feira, dia 10, na Câmara Municipal de Rio das Ostras. O prefeito Sabino, ao lado de outras autoridades municipais, participou da solenidade, que teve o objetivo de orientar os educadores a utilizar o Guia. A publicação busca ajudar na prevenção e identificação de casos de violência e ainda encaminhar para a rede de atendimento os menores que sofreram abusos.
“Rio das Ostras sofre com esse problema de violência, assim como outros municípios. Mas só conseguiremos reverter esse quadro se criarmos uma Rede, reunindo serviços públicos e sociedade civil. Todos nós devemos buscar informações e vencer a barreira da impunidade. Esse Guia tem grande importância e nos estimula a propor estruturas, junto com universidades e instituições, para atender melhor as crianças e adolescentes vítimas de abusos”, afirmou Sabino.
As secretárias de Educação, Andrea Machado, e de Bem-Estar, Rose Santos, entre outras autoridades da Administração Municipal, e a delegada da 128ª DP, Carla Tavares, estiveram presentes no lançamento do Guia, que foi distribuído entre os professores.

REDE DE PROTEÇÃO – A psicóloga e professora Leila Maria Amaral Ribeiro, do Instituto de Psiquiatria da UFRJ, que apresentou o conteúdo da publicação, enfatizou o valor do trabalho coletivo. “Gostaria de destacar a importância desse compromisso assumido hoje aqui, publicamente, pelas secretarias de Educação e de Bem-Estar Social, articuladas com a Saúde e a Segurança, para enfrentarem em rede essas tristes realidades da violência e da exploração sexual de crianças e adolescentes”, enfatizou.
Segundo a professora, a nova edição do Guia está completamente atualizada em termos de legislação e fluxo da rede de atendimento. “Por meio desse encontro, pretendemos orientar vocês, educadores, a conhecer o guia, pensar em forma de utilizar essas informações dentro das escolas e disseminar o conteúdo”, afirmou.
PUBLICAÇÃO – O documento reúne informações sobre as leis que protegem os direitos de crianças e adolescentes e oferecer subsídios a uma assistência digna às vítimas de violência sexual. Como a escola pode romper esse ciclo é um dos temas tratados no Guia da Rede de Proteção à Infância, que também orienta na identificação da violência doméstica e abuso sexual. A publicação explica ainda sobre como notificar os casos de abusos e ainda apresenta a Rede de Proteção da Criança e do Adolescente.

Para viabilizar a distribuição do Guia nos municípios, foi realizada uma parceria com a Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), Instituto de Psiquiatria da UFRJ e Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFFRJ).

FONTE:
Secretaria de Comunicação Social
Departamento de Jornalismo

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.