Educação alimentar em Rio das Ostras

Alunos recebem merenda balanceada e educação alimentar em Rio das Ostras

Prefeitura quer reduzir aumento da obesidade entre os estudantes

Com a terceirização da merenda escolar, há três anos, a Rede Municipal de Ensino de Rio das Ostras vem atendendo a mais de 50% das necessidades nutricionais diárias dos estudantes. Ainda assim, a obesidade entre crianças e adolescentes vem crescendo na cidade e passou de 4% para 16% em quatro anos. “Isso acontece porque o aluno traz de casa hábitos alimentares errados e estamos investindo na orientação também dos pais para reverter a situação”, explica Fabíola Murteira, nutricionista da Secretaria de Educação.

O trabalho educativo inclui parceria com a Secretaria de Saúde que, no ano passado, levou um grupo de nutricionistas para avaliar os estudantes de três escolas, medindo peso, altura e índice de massa corporal e analisando hábitos alimentares e esportivos. “As crianças obesas são encaminhadas para os postos de saúde para terem acompanhamento e orientação”, esclarece Regina Glória Ramos, coordenadora da Área Técnica de Alimentação e Nutrição da Secretaria de Saúde.

Em muitas unidades de ensino os professores orientam sobre a alimentação equilibrida em sala de aula. Esse é o caso da Escola Municipal Inayá Moraes D’Couto, no Loteamento Vilage. “Os alunos menores produzem cartazes sobre o valor dos alimentos, os maiores fazem pesquisa na biblioteca e internet”, explica a diretora Sara Gomide. Os pais também são envolvidos e muitos visitam o refeitório e constatam que a merenda atende às necessidades dos seus filhos.

A lição de que a boa alimentação é indispensável para a saúde já foi aprendida por muitos alunos. “Frutas fazem bem e não engordam”, diz Yasmim Silva, 10 anos, do 5º ano do Ensino Fundamental. “Comer verduras e legumes deixa a gente mais forte”, enfatiza Thainá Mendes, 12 anos, do 6º ano. Sua colega de turma, Larissa Santana, 11 anos, completa: “Alimentação com muita gordura é ruim para o sangue”.

Qualificação das merendeiras – A terceirização da merenda garantiu dois cursos de qualificação para as merendeiras ao ano. A empresa contrata oferece este treinamento e também é responsável pela aquisição dos alimentos e cumprimento do cardápio aprovado pelas nutricionistas da Secretaria de Educação.

As merendeiras Yara Marques e Jacqueline Freitas, que também trabalham na escola Inayá Moraes D’Couto, estão muito felizes com o treinamento. “No nosso primeiro encontro deste ano aprendemos a cuidar melhor da nossa saúde”, conta Yara. “Somos orientadas sobre a maneira correta de manusear e preparar os alimentos”, complementa Jacqueline. Em contato direto com as crianças, elas sempre as incentivam a experimentar novos sabores e ter uma alimentação saudável.

Responsável pela Divisão de Suprimentos da Secretaria de Educação, Rosania Laprovitera enumera as vantagens da terceirização da merenda. “Antes precisávamos licitar cada mantimento e, como a concorrência era por preço, nem sempre o que oferecia um valor menor tinha a melhor qualidade. Hoje, como as compras são feitas diretamente pela empresa contratada, podemos exigir um alimento de qualidade. Sem falar que também disponibilizam uma merendeira para atender a cada seis escolas e desenvolvem atividades de educação nutricional”, explica.

Palestras para os pais – Dando continuidade às palestras que já vinham sendo realizadas para os pais, as nutricionistas estão promovendo novos encontros nas escolas para explicar a importância da alimentação balanceada. “Nosso cardápio é diferente para Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos. Em cada uma dessas fases, o estudante tem uma necessidade nutricional diferente”, afirma a nutricionista Fabíola. Ela lamenta que alguns alunos rejeitem certos alimentos, em geral legumes e verduras.

Atualmente, os alunos realizam, em média, duas refeições na escola. Os que estudam no horário da manhã fazem o desjejum e almoçam na unidade de ensino. Para os estudantes do horário da tarde é oferecido almoço e lanche. Já os do horário noturno contam com o jantar.

FONTE: Secretaria de Comunicação Social

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.