Defesa Civil trabalha para amenizar danos causados pelas chuvas

Os departamentos de Defesa Civil e de Proteção Ambiental da Secretaria de Guarda e Trânsito de Rio das Ostras estão trabalhando desde às 20 horas da última segunda-feira, dia 17, para amenizar os danos causados pela forte chuva que caiu no município.

As 12 famílias que ficaram desalojadas devido a tempestade já retornaram para suas casas. O município não teve desabrigados. A localidade mais afetada foi Rocha Leão, onde 30 casas ficaram alagadas, mas Nova Cidade, Cidade Praiana e algumas ruas do Centro também apresentaram alagamentos.

De acordo com Werther de Albuquerque, diretor da Defesa Civil, Rocha Leão foi vítima de uma enxurrada vinda das serras da Careta e do Pote, o que não ocorria há mais de 30 anos.

Ao todo, a Defesa Civil recebeu 52 chamados. Em uma hora e trinta minutos choveu cerca de 70 milímetros, quase toda a média do mês de novembro. O departamento está em alerta 24 horas, já que a previsão é de que a frente fria continue até o fim de semana. O telefone de urgência da Guarda Municipal de Rio das Ostras é o 1532.

Chuva no estadoA chuva atingiu todo o estado. No Rio de Janeiro, várias ruas ficaram inundadas, causando mais de seis horas de engarrafamento e famílias desalojadas. Em Macaé, foram seis bairros afetados. Campos já conta mais de 60 desalojados e em Carapebus uma ponte chegou a ser interditada.


FONTE: Secretaria de Comunicação Social

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.