Criatividade impulsiona vendas de camisetas de bloco carnavalesco

Com mais de 15 blocos diferentes na cidade e uma oferta grande de camisetas, a criatividade foi a palavra de ordem para vender todo o estoque.

Nelma Rodrigues, da diretoria do Bloco Coruja, teve a ideia de personalizar as camisetas há oito anos e a cada dia a fila fica maior. Embora seja educadora e não costureira, durante o Carnaval, trabalha cortando e decorando as camisetas. “Fico impressionada como as pessoas chegam a ficar mais de três horas na fila para que eu faça o trabalho”, contou.

A customização tem o sentido de adaptar o produto ao gosto do cliente, portanto é o atendimento diferenciado que satisfaz o freguês. A camiseta do Coruja custava R$ 10 e com mais R$ 3, os foliões levavam um modelo exclusivo. A novidade deste ano ficou por conta dos novos modelos de recorte e das fitas coloridas e do Senhor do Bonfim, vindas diretamente da Bahia, para enfeitar a fantasia dos cariocas.

A carioca Kerollyne da Silva passou um pouco mais de uma hora na fila, mas ficou satisfeita com o resultado. “Vale a pena esperar e pagar um pouco mais, porque tenho uma camiseta diferente de todo mundo. Ficou mais estilosa!”, disse ela que conheceu o Carnaval de Rio das Ostras este ano.

Este ano, o Coruja vendeu três mil camisetas até segunda-feira de Carnaval. Toda renda é revertida para manutenção dos instrumentos.

FONTE:
Secretaria de Comunicação Social
Departamento de Jornalismo

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.