Bolsistas de informática educativa promovem inclusão digital de adultos no Âncora

Integrantes do Print, programa da Secretaria de Educação de Rio das Ostras, estão ministrando oficinas de Iniciação à Informática e Webdesign

Pais e responsáveis dos alunos da Escola Municipal Padre José Dilson Dórea, no Âncora, além de moradores da comunidade, estão tendo a oportunidade de fazer um curso gratuito básico de informática. A iniciativa é dos jovens bolsistas do Programa Pró-Interação (Print), da Secretaria de Educação, que ministram a oficina a partir da próxima semana nessa unidade de ensino. No local já começou uma oficina de Webdesign, voltada para estudantes da escola.

A auxiliar de serviços gerais Verônica Castro está matriculada para a segunda turma de Iniciação à Informática, que começa em setembro, e não vê a hora de aprender a usar o computador. “Não tenho condições de pagar um curso e não podia perder essa oportunidade”, ressalta Verônica.

Iniciado em 2006, o Print garante aos monitores de informática selecionados – estudantes entre 13 a 20 anos – bolsa mensal de meio salário mínimo. A ajuda de custo, porém, não é o maior benefício desses jovens que, graças ao programa, desenvolvem potenciais e auxiliam outras pessoas no uso da tecnologia. Esse protagonismo foi despertado em Matheus Marlon, de 15 anos, que cursa o 1º ano do 2º Grau no Colégio Estadual Cinamo.

 “Observamos que muitos alunos aqui não têm computadores em casa. As crianças menores ficavam emocionadas quando entravam na sala de informática e usavam o micro pela primeira vez. Por isso achamos que seria interessante começar uma oficina na escola”, afirma Matheus.

Junto com outra aluna, Matheus começou a ministrar a oficina de webdesign em 2009. O sucesso foi tanto que este ano, selecionado pelo Print e com o apoio do educador Johnny Charles, coordenador do programa, Matheus se uniu a outros bolsistas e monitores que atuam na escola para ampliar essa oficina e desenvolver a de Iniciação à Informática.

O bolsista Cleyton da Costa, de 13 anos, aluno do 8º ano da Escola Padre José Dilson será um dos responsáveis por ministrar o curso de Iniciação à Informática. “Já tive a oportunidade ensinar uma tia a usar o computador e acho interessante poder fazer a inclusão digital de adultos”, diz Cleyton. Os dois contam com o apoio dos monitores voluntários de informática para promover as oficinas.

Protagonismo – Gestor de tecnologias educacionais e coordenador do Print, Johnny Charles acredita que as oficinas devem se difundir em outras escolas. “Queremos estimular o protagonismo e a solidariedade dos nossos bolsistas, difundindo o conhecimento e a inclusão digital’, explica Johnny.

O interesse da comunidade da escola do Âncora comprova que esses cursos têm demanda. “Muitos pais, acompanhando o desenvolvimento dos filhos, querem aprender informática”, conta Maricélia Pereira, diretora da Padre José Dilson.  

FONTE:

Departamento de Jornalismo
Secretaria de Comunicação Social

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.