Secretaria de Saúde celebra Dia Mundial sem Tabaco

Palestra orientou futuros professores sobre os malefícios do tabagismo

            O Dia Mundial sem Tabaco, 31 de maio, foi lembrado com uma palestra ministrada por profissionais da Secretaria de Saúde para dezenas de estudantes do Instituto Municipal de Educação de Rio das Ostras. O objetivo foi esclarecer aos futuros professores os malefícios do tabagismo, já que os jovens serão multiplicadores de informações.  Ao longo desta semana, profissionais dos Postos de Saúde do município darão orientações a respeito da doença, que, entre as drogas, depois do álcool, é a responsável pelo maior número de mortes. Só no Brasil estima-se que 200 mil mortes por ano sejam decorrentes do tabagismo.

De acordo com a psicóloga do Centro Municipal de Reabilitação, Aparecida Tavares, o tabagismo começa, em média, antes do adolescente completar 18 anos. “Muitos acreditam que um usuário de droga está marginalizado, mas as estatísticas comprovam que em muitos casos é uma forma de auto-afirmação. Daí a importância da presença e compreensão de um familiar e também de um educador, que entenda melhor essa fase de transição, da adolescência para a idade adulta”, declarou.

A terapeuta ocupacional, Jorgina Lima, que também atua no Centro de Reabilitação, avalia que a escola, ademais da família, é o espaço mais adequado para a prevenção. Por isto a Secretaria de Saúde optou em celebrar o Dia Mundial sem Tabaco no Instituto Municipal de Educação.  

A estudante Lawini Vieira está no último ano do curso de Formação de Professores oferecido pela Secretaria de Educação. Ela entendeu a palestra como algo muito significativo em sua formação, já que, segundo ela, os estudantes estão cada vez mais precoces quanto a experimentar algum tipo de droga. “A palestra nos deu conhecimento para aprendermos mais sobre como lidar e como orientar os alunos”, declarou.

O programa Antitabagismo da Secretaria de Saúde foi formalizado no final do ano passado. Ele funciona no Centro Municipal de Reabilitação, onde são realizadas desde ações de prevenção a tratamento de dependentes químicos.

FONTE: Secretaria de Comunicação Social

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.