Saúde aprimora atendimento a vítimas de violência

Secretaria de Saúde realiza treinamento especial e reestrutura rede de atendimento

 

A Prefeitura de Rio das Ostras vêm qualificando seus profissionais de saúde para melhoria dos serviços. Nesta quarta-feira, 28, teve início um treinamento para atendimento a pessoas vítimas de violência. A qualificação é voltada para médicos, assistentes sociais e enfermeiros, que realizam o primeiro atendimento a esses pacientes.

O curso é um dos desdobramentos do "I Seminário da Saúde sobre Mulher em Situação de Violência", realizado em dezembro do ano passado. O treinamento acontece no Hospital Municipal e no Pronto-Socorro até o dia 8 de junho.

O objetivo é reestruturar a rede de atendimento às vítimas de violência, integrando as secretarias municipais e os serviços públicos de Saúde, Segurança, Assistência Social, entre outros, envolvidos nesse atendimento.

Como resultado da reestruturação, o serviço de referência para casos de violência sexual passou a ser o Hospital Municipal de Rio das Ostras. Também foi sistematizada a parceria com a Casa da Mulher – Centro de Referência de Atendimento à Mulher da Secretaria de Bem-Estar Social.

O intuito é oferecer atendimento completo a pessoas como C. T., moradora da cidade há 3 anos, vítima, por muito tempo, de violência psicológica do ex-marido, que, agora, ainda tenta lhe tomar a guarda da filha.

"Fui buscar orientação jurídica na Casa da Mulher e fui encaminhada para o atendimento psicológico. Estou sendo muito bem tratada e sou testemunha do trabalho sério realizado. Esse apoio tem me dado esperança", diz a moradora.

O município também implantou a ficha de notificação de violência contra a mulher, que deve ser preenchida pelos profissionais de saúde. A Secretaria de Saúde também confeccionou e distribui manuais de prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis – DST/Aids e contracepção de emergência.

"Queremos melhorar o atendimento às pessoas vítimas de violência, não somente às mulheres. E essa deve ser uma ação integrada da Prefeitura", diz a coordenadora do Programa de Saúde da Mulher, Andréa Viana.

FONTE: SECOM – PMRO.

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.