Rio das Ostras tem menor incidência de dengue da região

Município mantém trabalho permanente e redobra cuidados diante de possível aumento de casos no interior do Estado
Com o trabalho abrangente de prevenção, Rio das Ostras chegou a menor
incidência de dengue da Baixada Litorânea, 2,6 casos por mil habitantes –
bem abaixo da média do Estado, de 15 casos por mil habitantes. A cidade se
prepara para um possível aumento de casos nos próximos meses nesta região,
como apontaram os especialistas em encontro técnico realizado no município,
no último dia 28.
A oficina ampliada de dengue reuniu técnicos e especialistas da Baixada
Litorânea e da Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro para debater
ações conjuntas de controle doença. O objetivo é elaborar um plano integrado
contra a dengue que, segundo estudos da secretaria estadual, deve se ampliar
nesta região.
No evento foi apresentada a situação da doença no país e na Baixada
Litorânea. Também foi debatido o papel da atenção básica e vigilância
ambiental. O médico sanitarista Gualberto Teixeira, da Secretaria Estadual
de Saúde, falou sobre a previsão de interiorização da dengue no Estado.
“Esse é um problema de todo o Brasil, que só será resolvido com melhoria das
condições sócio-ambientais”, disse o especialista.
Em Rio das Ostras, as ações de saneamento, urbanização e coleta diária de
lixo contribuem para o controle do mosquito e da doença. A vigilância
sanitária desenvolve ações em todo o município, com distribuição do
biolarvicida, levantamento de criadouros, telagem de caixas d´água,
orientação a moradores, além de programas de educação em saúde.
“Os números mostram que a dengue está sob controle na cidade. Porém, como
não existe vacina contra a doença, diante da previsão da secretaria
estadual, vamos redobrar os cuidados, principalmente na prevenção, onde Rio
das Ostras é referência nacional”, disse o secretário municipal de Saúde,
Sérgio Manhães, que também destacou a importância da participação da
população no controle do mosquito.

FONTE: Secretaria de Comunicação Social

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.