Rio das Ostras solicita ajuda ao Governo do Estado para conter invasão em áreas públicas

O número de áreas públicas invadidas no município de Rio das Ostras vem crescendo muito.

Existem, inclusive, suspeitas de que sejam lideradas por milícias formadas na região. A Prefeitura reiterou, por meio de Ofício, ao secretário de Estado de Segurança, José Mariano Beltrame, em caráter de urgência, ajuda para coibir essas ações na cidade. O primeiro ofício foi encaminhado no mês de dezembro de 2013

A situação vem se agravando, tendo em vista a presença de elementos oriundos de Macaé que vem aliciando a população e obrigando moradores a aterrar áreas públicas de preservação ambiental. A localidade do Residencial Âncora é a que tem o maior número de invasões: na área de acampamento na mata adjacente ao Programa de Saúde e Bem-Estar Animal, no final da rua que margeia o lado esquerdo do Rio Jundiá e próximo ao antigo lixão. A Rua Andorinhas, na localidade do Ilha também foi invadida.

A ajuda do Governo do Estado na questão de segurança se faz necessária devido a periculosidade da situação, tendo em vista que os invasores andam armados. A atribuição conferida à Administração Municipal e a Guarda Municipal, não contempla a atuação como polícia e sim o resguardo dos prédios públicos e o ordenamento do trânsito.

FONTE:
Secretaria de Comunicação Social
Departamento de Jornalismo

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.