Rio das Ostras reuniu 350 mil pessoas no Carnaval em festa de paz e segurança

· Foliões de várias idades curtiram os festejos, com atrações para todos os públicos
· Cinturão de Segurança, reunindo GM, Bombeiros e PM, garantiu festa sem incidentes graves

Mesmo reunindo cerca de 350 mil pessoas, segundo dados da Secretaria de Turismo, o Carnaval de Rio das Ostras transcorreu com muita alegria, sem graves incidentes. A tranquilidade foi garantida pelo cinturão de segurança montando no Município, integrando 360 homens, por dia, da Guarda Municipal, Bombeiros e Polícia Militar. A rede hoteleira também comemorou os 93% de ocupação no período, além do comércio e ambulantes que aproveitaram a folia para ampliar as vendas.

A Prefeitura escolheu como tema da folia a Copa do Mundo e o futebol, homenageando os times nacionais, em especial, o Rio das Ostras Futebol Clube e seu mais renomado sócio, o grande compositor Dorival Caymmi.

Em uma boa estrutura montada no Beira-Rio, com acessibilidade para todos, a tenda foi palco dos bailes, com sucesso de público todos os dias. Nas orlas, os blocos, como os tradicionais Barata, Coruja, Pescoço do Peru e Blocana, arrastaram multidões. Batalhas? Só de confetes e serpentinas entre as crianças das matinês, com suas criativas fantasias de personagens. Ainda foram destaques a vitalidade dos idosos do Bloco da Feliz Idade, formado por integrantes do projeto de mesmo nome da Prefeitura, e o Bloco da Saúde, que transformou prevenção em enredo. O público ainda ficou conhecendo o vencedor do 1º Concurso de Marchinhas da cidade, a “Marcha da Cachaça”.

Na Área de Eventos de Costazul, shows do CPM 22, Os Paralamas do Sucesso, Eduardo Dussek e Diogo Nogueira atraíram milhares de pessoas e mostraram que Carnaval não se resume ao samba.

O público elogiou a organização da festa. Ana Teresa da Silva veio de Niterói para curtir a festa de Momo na cidade. De uma família de foliões, ela desfila no Bloco Boi Bumbá. “A festa está muito tranquila, com muita organização e segurança para os moradores e os turistas”, disse Ana Teresa, que tem casa na cidade há 30 anos.

Segundo o prefeito Sabino, a ação integrada entre todos os setores da Prefeitura, mais o trabalho da Polícia Militar e dos Bombeiros, contribuiu para o sucesso do evento. “Houve um grande empenho de toda nossa equipe para que tivéssemos uma festa de paz e alegria. A ação do cinturão de sSegurança, com apoio da PM, Bombeiros e Guarda Municipal, foi essencial para que hoje possamos dizer que honramos nosso compromisso de promover um Carnaval para as famílias”, disse o prefeito.

SEGURANÇA – As medidas de segurança, traçadas em parceria pela Prefeitura e o Comando do 32º Batalhão da Polícia Militar, surtiram efeito positivo. A maior incidência de infrações registradas pelas autoridades policiais ficou por conta de abusos no volume de som dos carros. A Guarda Municipal também atuou nos excessos em relação ao som dos veículos e estacionamento irregular: mais de 83 veículos foram apreendidos. Também foram recolhidas 32 motos por falta de documento e falta de equipamentos de segurança.

O Capitão Fabrício Pinheiro, responsável pela 3ª Companhia da PM de Rio das Ostras, comemora o resultado. Ele destacou que não foram registrados incidentes violentos graves ou homicídios. A Polícia Militar apreendeu durante os dias de folia 60 carros por documentação irregular. Também foram autuados 20 veículos dentro da operação da Lei Seca. A equipe de guarda-vidas, da Secretaria de Segurança Pública, realizou quase 80 atendimentos nas praias e Lagoa de Iriry, todos com sucesso.

O esquema de saúde montado pela Prefeitura, com três postos instalados nas áreas de maior concentração, além do Pronto Socorro, garantiu agilidade no atendimento. A Secretaria de Saúde atendeu a quase 3 mil casos, a maior parte com pouca gravidade, por abusos de bebida alcoólica.

BOMBEIROS – Este foi o primeiro Carnaval que a cidade contou com atuação da unidade local do Corpo de Bombeiros. O Destacamento dos Bombeiros do Município registrou, entre os dias 1 a 4 de março, 32 ocorrências. Os guarda-vidas dos Bombeiros registraram 55 ocorrências.

LIMPEZA – Quem teve muito trabalho foi a equipe da limpeza pública, que recolheu, em média, por dia, 130 toneladas de resíduos, 30 toneladas a mais se comparado aos dias normais. Para manter a cidade limpa, foi montando um verdadeiro exército, cerca de 450 pessoas trabalharam diariamente divididas em três turnos.

FONTE:
Departamento de Jornalismo
Secretaria de Comunicação Social

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.