Rio das Ostras recebe mais médicos pelo Programa do Governo Federal

Profissionais do \\\”Mais Médicos\\\” foram recebidos pelo prefeito Sabino, nesta quarta, 16

A Rede Municipal de Saúde de Rio das Ostras passa a contar com mais 10 médicos, direcionados à cidade pelo Programa Mais Médicos, do Governo Federal. Desses, oito já chegaram ao Município e foram recepcionados pelo prefeito Sabino nesta quarta-feira, 16.
O primeiro grupo é formado por cubanos, com ampla experiência internacional em atendimento pela Estratégia de Saúde da Família, em especial, em áreas carentes. Por formação, os médicos de Cuba atuam com foco na humanização do atendimento e na prevenção de doenças.

A comitiva de médicos Cubanos, formada por cinco mulheres e três homens, foi recebida no gabinete pelo prefeito Sabino, pela secretária de saúde, Ana Cristina Guerrieri, e sua equipe, além do Padre Manoel. O prefeito deu boas-vindas aos profissionais.

\\\”Estamos muito felizes por recebê-los. Nossa demanda por atendimento de Saúde cresce a cada ano e precisamos de mais profissionais. Esse é mais um passo importante para melhorar a qualidade do serviço oferecido à nossa população, considerando que os médicos cubanos têm ampla experiência, não só em seu país, como em trabalhos desenvolvidos pelo mundo\\\”, disse o prefeito.
De acordo com a secretária Ana Cristina Guerrieri, neste primeiro momento eles vão conhecer como funciona o trabalho na rede de saúde municipal e entender melhor a realidade da cidade. No máximo em 30 dias, então, começam a trabalhar nos postos de saúde.

Para o casal de médicos Jenitza Gárelga e Ivan Carlos Péres, estar aqui em Rio das Ostras e poder desenvolver seu trabalho junto ao povo é muito gratificante. Eles destacaram que desde quando começaram a estudar em Cuba, receberam uma formação para atender aos mais necessitados e atuar, principalmente, com foco na prevenção a doenças.
A médica Ludmila Aguilera confirma o compromisso dos médicos cubanos em ajudar a melhorar o atendimento aos moradores. \\\”Estamos muitos voltados para os aspectos humanitários e para o atendimento na Estratégia de Saúde da Família\\\”, disse.

FONTE:
Departamento de Jornalismo
Secretaria de Comunicação Social

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.