Rio das Ostras promove oficina de alimentação saudável para pacientes obesos

Nesta quinta, 28 de agosto, a Secretaria de Saúde de Rio das Ostras promoveu mais uma oficina de alimentação saudável. Desta vez as aulas, teóricas e práticas, foram direcionadas ao Grupo de Obesidade Extrema, do Centro de Saúde de Nova Cidade.  A oficina aconteceu no Parque da Cidade, na Padaria Escola. O Objetivo da Secretaria de Saúde é promover mensalmente as oficinas, voltadas a diferentes grupos de pacientes dos Programas Municipais de Saúde. A próxima acontece dia 11 de setembro, dedicada aos pescadores.

 

As oficinas são promovidas pela Área Técnica de Alimentação e Nutrição – Atan, em parceria com o Programa de Hipertensão e Diabetes (HiperDia) e o Centro de Saúde Nova Cidade.

 

A oficina culinária “Temperando com Saúde: como utilizar ervas e especiarias na alimentação” mostrou aos participantes que é possível aliar saúde ao sabor, na rotina diária, a partir de receitas com redução de sódio e calorias. Os integrantes também receberam terras com compostagem e mudas de ervas aromáticas para cultivo.

 

Na aula teórica, a nutricionista Dina Reis, coordenadora da Atan, falou sobre a utilização das ervas e especiarias como temperos para adequação de receitas, facilitando a substituição de ingredientes industrializados por outros mais saudáveis. O técnico agrícola Leandro de Lima, da Secretaria Municipal do Ambiente, conversou com os participantes sobre os alimentos, seu cultivo e aproveitamento.

 

RECEITAS – Os integrantes do Grupo de Obesidade Extrema também acompanharam, numa aula prática, o preparo de um cardápio saudável e delicioso. As nutricionistas Dina Reis, Mônica Almeida e a coordenadora do Programa HiperDia, Alessandra Curty, ensinaram os participantes a preparar caldo de legumes caseiro e sal de ervas. Eles aprenderam ainda como utilizá-los nas refeições do dia-a-dia, a partir da elaboração das receitas mix de folhas com farofinha de oleaginosas, bobó de couve flor e tortinha crocante de banana.

 

No Grupo desde abril deste ano, Neila Caio buscou atendimento por orientação médica devido a sua dificuldade de perder peso. Neste último mês, ela eliminou quase dois quilos. “Tenho mais consciência da minha alimentação; a gente aprende muita coisa”. Neila ficou atenta às aulas da oficina. “É bom aprendermos a utilizar alimentos que a gente não usa normalmente”, completou.

 

GRUPO – O Grupo de Obesidade Extrema, desenvolvido no Centro de Saúde de Nova Cidade, atualmente, reúne cerca de 100 pacientes. O atendimento é realizado por nutricionista, psicólogo, técnico de enfermagem e fisioterapeuta e inclui grupos de conversa, consultas individualizadas e atividades físicas orientadas, como alongamento e caminhada.

A nutricionista Vana de Castro explica que as experiências bem-sucedidas estimulam os demais pacientes que precisam perder peso. “A cada quilo perdido, o participante ganha uma bolinha de isopor, que é depositada numa caixa. No final deste ano, a caixa será aberta e esperamos que o grupo tenha atingido a meta proposta de perder, em conjunto, um total de 500 quilos”, diz a nutricionista.

E cada conquista é um grande ganho de saúde. Como no caso da moradora de Cidade Beiramar Zuclemar de Paula, de 58 anos. Ela recebeu a indicação médica para colocação de um balão intragástrico para que, com o emagrecimento, pudesse ser submetida a uma cirurgia cardíaca. Com apoio do Grupo, Zuclemar já emagreceu mais de 11 quilos em seis meses, só com dieta e exercícios e é possível que nem precise mais realizar a intervenção.

“O médico disse que se eu continuar com a perda de peso e boa alimentação talvez nem seja mais necessária a cirurgia de safena neste momento”, conta, com um sorriso de satisfação.

 

 

FONTE: 

Secretaria de Comunicação Social

Departamento de Jornalismo

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.