Rio das Ostras passa pela epidemia de Gripe A

Rio das Ostras passa pela epidemia de Gripe A com saldo positivo

Trabalho preventivo foi fundamental para o município ter tido apenas três casos registrados

 

Com a chegada da Primavera o Brasil sai do período de epidemia do vírus da influenza A (H1N1), conhecido como Gripe Suína. Em Rio das Ostras os resultados foram muito positivos – dos 68 casos suspeitos e notificados, somente três foram confirmados e tratados. Não houve nenhum óbito no município.

Segundo a Dra. Jane Teixeira, responsável pela Comissão de Enfrentamento da Gripe A em Rio das Ostras, o trabalho preventivo foi o grande responsável pelo controle do vírus no município. “Sob a orientação do secretário municipal começamos a trabalhar a prevenção ainda no mês de maio com todos os técnicos de saúde. Quando o Brasil anunciou a epidemia em junho, nós já tínhamos a situação sob controle”, explicou.

Foram feitos dois treinamentos com todos os profissionais da saúde e também com educadores, além da organização da Comissão de Enfrentamento da Gripe A que trabalhou com técnicos da Vigilância em Saúde em plantões de 24 horas dando apoio ao Pronto-Socorro, Hospital e unidades de saúde.

O trabalho de divulgação das medidas preventivas também foi muito importante para que Rio das Ostras ficasse muito abaixo da média dos municípios do Rio de Janeiro.

No último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde, o Brasil teve 9.249 casos confirmados da gripe A, sendo que 473 ocorreram no Rio de Janeiro. Desse, 84 evoluíram para óbito. Em Rio das Ostras, dos três casos confirmados, duas foram gestantes e um rapaz de 17 anos. Todos ficaram curados.

H1N1 e o Festival de Jazz – O trabalho da secretaria municipal de Saúde durante o Rio das Ostras Jazz & Blues Festival recebeu elogios da Comissão de Gestores do Estado, composta pelos secretários Estadual e Municipais de saúde.

“Tomamos medidas preventivas e fizemos ações educativas em todos os hotéis e pousadas do município. Antes de começar o evento, sabíamos todo o trajeto dos músicos estrangeiros e passamos pelo Festival de maneira tranquila sem nenhuma notificação”, contou Dra. Jane.

Próximas providências – Segundo o Ministério da Saúde o Brasil saiu da epidemia porque o número de casos diminuiu, mas é necessário manter os cuidados com a higiene. “É muito importante que a população mantenha as medidas de prevenção como lavar as mãos com frequência e não compartilhar talheres e copos. Isso ajuda a prevenir a Gripe A e outras doenças. Mesmo com a queda das notificações, toda a rede de saúde de Rio das Ostras continua preparada para receber pacientes”, declarou Dra. Jane Teixeira.

FONTE: SECOM – PMRO.

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.