Rio das Ostras ganha mais postos de saúde

Novas unidades vão permitir ao Município expandir a Estratégia de Saúde da Família

Rio das Ostras vai construir mais três novos postos de saúde e ampliar a unidade do Mar do Norte. A verba vem do Governo Federal, que selecionou o Município para receber recursos do Programa de Aceleração do Crescimento – PAC 2.
Os novos postos, que serão instalados em Nova Cidade, Chácara Mariléa e Ouro Verde, poderão atender, ao todo, até 33 mil moradores. Além desses, a Prefeitura está construindo, com verba própria, mais duas unidades, em Nova Esperança e Cidade Praiana.
A ampliação da rede de unidades básicas vai permitir ao Município expandir a cobertura da Estratégia de Saúde da Família. Cada unidade nova vai contar com atendimento de médico de família, enfermagem, agentes comunitários de saúde, vacinação, coleta de sangue, farmácia, entre outros serviços. As equipes dos postos terão apoio de nutricionistas, fisioterapeutas, pediatras e ginecologistas.
Segundo a secretária de Saúde, Ana Cristina Guerrieri, a Estratégia de Saúde da Família permite ao Município atuar de forma preventiva, detectando casos com antecedência, antes mesmo de o paciente buscar as unidades de saúde.
“O Município está resgatando a prioridade da Saúde Básica, com foco na prevenção de doenças e promoção da saúde. Os investimentos na atenção básica reduzem os custos dos serviços de média e alta complexidade”, explica a secretária.
REPASSE – O Governo Federal vai repassar pouco mais de R$ 2,4 milhões para a construção dos três postos e ampliação da unidade do Mar do Norte. A Administração Municipal está elaborando os projetos das novas unidades básicas e as instalações devem estar em funcionamento até o final do próximo ano.
MAR DO NORTE – A ampliação do posto de saúde de Mar do Norte vai permitir à unidade atender a mais 3 mil pessoas. A proposta de aumento do espaço físico aprovada pelo Ministério da Saúde inclui a construção de almoxarifado, banheiros, quatro consultórios – incluindo de atendimento odontológico – sala de acolhimento multiprofissional, salas para atividades administrativas, sala de curativo, estocagem de medicamentos, sala de observação, de procedimentos, sala de vacina, consultório adaptado a pessoas com deficiência, sala de inalação, entre outras áreas. O valor do repasse federal para as obras de ampliação é de cerca de R$ 225 mil.

SAÚDE DA FAMÍLIA – A Saúde da Família é entendida como uma estratégia de reorientação do modelo assistencial, com base na atuação de equipes multiprofissionais em unidades básicas de saúde. Estas equipes são responsáveis pelo acompanhamento de um número definido de famílias, localizadas em uma determinada área. As equipes atuam com ações de promoção da saúde, prevenção, recuperação, reabilitação de doenças e agravos mais frequentes, e na manutenção da saúde desta comunidade.

FONTE:
Secretaria de Comunicação Social
Departamento de Jornalismo

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.