Rio das Ostras faz acordo com Macaé

Rio das Ostras faz acordo com Macaé para melhorar transporte entre os municípios

A medida beneficiará grande parte dos 27 mil passageiros que se deslocam entre os dois municípios diariamente

O superintendente geral da Secretaria de Ordem Pública e Controle Urbano de Rio das Ostras, Túlio Nogueira, e o coordenador de controle Urbano da Secretaria, Miguel Narcizo de Oliveira, foram a Macaé nesta sexta-feira, dia 28, se reunir com o presidente da Mactran, Moisés Moreira. O objetivo do encontro foi definir detalhes do termo de cooperação entre municípios, que autoriza as vans responsáveis pelo transporte público de Rio das Ostras deixarem passageiros no Terminal Parque de Tubos, em Macaé.

A medida beneficiará grande parte dos 27 mil passageiros que se deslocam entre os dois municípios diariamente e que, desde quando o Departamento de Transportes Rodoviários do Estado (Detro) reduziu o número vans intermunicipais, precisam desembarcar no limite entre os municípios e caminhar cerca de 500 metros pelo acostamento da Rodovia Amaral Peixoto (RJ-116) até o Parque de Tubos. Essa foi a segunda reunião entre os municípios.

No último dia 19, representantes de Rio das Ostras estiveram com o diretor operacional do Detro, no Rio. “Como a administração Rodovia Amaral peixoto é de competência do Estado e cabe ao Detro a fiscalização do transporte intermunicipal, precisamos da autorização deles. Por isso fizemos esse primeiro contato. Eles já acenaram positivamente, e vimos o que é necessário para formalizar o acordo”, frisou Narcizo.

O coordenador de controle urbano afirmou ainda que o novo percurso não afetará o valor da passagem. Quem for até o Terminal Parque de Tubos pagará a tarifa intramunicipal de Rio das Ostras, R$1,60. “Também já estamos vendo a bilhetagem eletrônica para essas vans para que os passageiros possam usar o Rio Card”, destacou Narcizo.

O presidente da Mactran se comprometeu a enviar na próxima semana um ofício ao Detro, dizendo que o município não se opõe em receber as vans e afirmou que Macaé também tem interesse que essa situação se resolva. “Esse cenário é muito desgastante para os riostrenses. Precisamos oferecer condições melhores para esses trabalhadores”, finalizou Moisés.

FONTE: Secretaria de Comunicação Social

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.