Rio das Ostras celebra Dia da Consciência Negra

No evento, prefeito defendeu inclusão de aulas de capoeira na grade curricular de escolas municipais

Rio das Ostras celebrou o Dia da Consciência Negra nesta quarta, 20, reunindo grupos da Região que promovem a cultura afro-brasileira. Apresentações de Jongo, maculelê e capoeira animaram a tarde do feriado, que reuniu centenas de pessoas na Casa de Cultura Bento Costa Junior, no Centro. O evento também lembrou a história do Município que, segundo dados históricos, foi terra de desembarque de navios negreiros. O prefeito Sabino esteve presente e falou sobre a valorização das expressões culturais ligadas aos ancestrais negros, como a capoeira.
“Não podemos promover cultura sem olhar a história de nossa Cidade. Temos relatos de desembarque de navios negreiros perto do Morro do Limão, ou seja, o passado de Rio das Ostras esbarra neste triste período do Brasil. Para colaborar com a promoção dessas expressões culturais, estamos articulando com a Secretaria de Educação a inserção, na grade curricular de nossos estudantes, de aulas de capoeira”, disse o prefeito.
Helena Roque, de Volta Redonda, disse estar encantada com as programações artísticas. “Eu soube deste evento na Mostra de Dança de Rio das Ostras e fiz questão de prestigiar. Gosto da cultura negra, pois promovem não apenas as questões religiosas, mas também o comportamento de um povo que sofreu muito”, contou. Morador de Rio das Ostras, Rodrigo Moreno elogiou a iniciativa. “Que coisa linda ver estas pessoas dançando. Tradição antiga que não pode acabar”.
Para o presidente da Fundação Rio das Ostras de Cultura, Cosme dos Santos, arte e cultura devem caminhar juntas. “Uma prova viva de que a arte depende da história de um povo é ver os negros perpetuando seus hábitos antigos. Estas danças têm um lamento, mas sempre com motivação. Eles eram motivados a ser libertos da escravidão”, disse.

FONTE:
Secretaria de Comunicação Social
Departamento de Jornalismo

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.