Rio das Ostras busca apoio de consórcio ambiental

Rio das Ostras busca apoio de consórcio ambiental para solucionar enchentes

Intenção é pleitear apoio financeiro do Estado a partir da aprovação de projeto de drenagem

O subsecretário de Urbanismo e Obras, Alan Ribeiro, apresentou na última quarta-feira, dia 21, para representantes do Consórcio Intermunicipal da Macro Região Ambiental 5, o estudo desenvolvido por técnicos da Prefeitura para solucionar as enchentes no município. O objetivo é buscar a anuência do comitê de bacias para que o município possa tentar uma parceria do governo do Estado para a realização do trabalho. O comitê irá avaliar o projeto e a próxima reunião deve acontecer até o fim do mês.  

“Com o aval do consórcio ficará mais fácil conseguir recursos do Estado para executarmos o projeto. Os representantes ficaram satisfeitos com a apresentação e elogiaram a nossa iniciativa, pois fomos o primeiro município a buscar o apoio do consórcio para solucionar um problema como esse”, explicou Ribeiro.

O estudo inclui a proposta desenvolvida por um grupo de engenheiros do Instituto de Pós-Graduação (Coppe), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), indicados pelo Instituto Estadual do Ambiente (INEA). A proposta será executada a partir de um modelo de células de escoamento desenvolvido pelo instituto. O modelo hidrodinâmico permite simular como o Canal de Medeiros se comportará com as chuvas, antes mesmo do início das obras.

O trabalho foi realizado a partir de ações do Grupo de Prevenção a Enchentes (Grupe) da Prefeitura, do qual participam o vice-prefeito, Wilton Broder, servidores municipais e representantes da sociedade civil organizada.

O estudo para a macrodrenagem desenvolvido por engenheiros da Prefeitura tem como proposta a construção de uma ponte no limite entre Casimiro de Abreu e Rio das Ostras de aproximadamente 15 metros para fazer o desassoreamento da área. O trecho do canal localizado próximo a RJ-162 está contemplado no projeto e outros pontos como o rio das Ostras, o rio Jundiá e o canal das Corujas também estão incluídos nessa etapa.

FONTE: Secretaria de Comunicação Social

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.