Rio das Ostras bate Rubro e mantém liderança do Grupo II

Vitória apimentada – Com gol de pênalti no fim do jogo, o Rio das Ostras Futebol Clube conquistou uma importante vitória de virada (2 a 1) sobre o Rubro, em partida válida pelo Grupo II da Série C.

Pimenta, mais uma vez, foi decisivo: além de marcar o gol de empate, o atacante sofreu o pênalti, convertido por Renan, que deu a vitória ao Alvinegro da Costa do Sol no Estádio de Moça Bonita, em Bangu. Com o resultado, o Rio das Ostras manteve a liderança da chave, agora com 7 pontos, empatado com o Castelo Branco. Barcelona segue na terceira colocação, com 3 pontos, enquanto o Rubro é o lanterna do Grupo, sem marcar.

Caso vença o Barcelona, na próxima quarta (30/9), em casa, o Rio das Ostras irá a 10 pontos e garantirá a classificação para a 3ª fase da Série C. No dia seguinte (1/10), Rubro e Castelo Branco se enfrentam no Estádio de Moça Bonita, onde as duas equipes mandam os seus jogos.  

O jogo

Sob o forte calor de Bangu, o Rio das Ostras Futebol Clube venceu o Rubro Social Esporte, depois de pressionar durante a maior parte do jogo. O Alvinegro desperdiçou várias oportunidades no 2º tempo e conseguiu o gol da vitória somente nos minutos finais da partida.

Sem poder contar com o zagueiro Diego Guerra, contundido, o técnico Toninho dos Santos optou por escalar Vitor no meio-campo, com Pará na lateral-esquerda e Pimenta isolado no ataque. Irreconhecível na primeira etapa, o Rio das Ostras abusava do erro de passes e demorou a se encontrar. Aproveitando o nervosismo dos visitantes, o Rubro deu um susto. Diogo Alves lançou Marcelo nas costas da defesa. De frente para o gol, o atacante acertou um belo chute de primeira para abrir o placar, aos 37 minutos. O gol marcava o fim da invencibilidade de Dida, que já durava seis jogos.

A resposta do Alvinegro da Costa do Sol veio dois minutos depois. Pela primeira vez colocando a bola no chão e trocando passes em velocidade, o Rio das Ostras envolveu a defesa do Rubro. Após receber passe de Pimenta, Cuiabá se livrou da marcação, levou para a linha de fundo e cruzou na medida para o próprio Pimenta completar, de cabeça, para o fundo das redes.  

No intervalo, Toninho mostrou irritação com a baixa produção da equipe e mudou o esquema de jogo, promovendo a entrada do atacante Renan no lugar de Pará e o retorno de Vitor para a lateral-esquerda.

A segunda etapa foi um verdadeiro massacre de ataque contra a defesa. O Rio das Ostras desperdiçou muitas chances. Principalmente com Renan, que não estava num bom dia. Pimenta foi o atacante mais perigoso e enlouquecia a defesa do Rubro. Irritado com as oportunidades desperdiçadas, Toninho promoveu a entrada de Juninho e Rômulo nos lugares de Diego Ribeiro e Peter, respectivamente. A pressão aumentou, mas a equipe continuava esbarrando na falta de pontaria dos atacantes e na boa atuação do goleio Sandro.

Até que, aos 42 minutos, após boa trama do ataque, Pimenta fez uma tabela rápida com Renan e foi calçado por trás pelo meia Cléber. Pênalti indiscutível assinalado pelo árbitro Phillip Bennet. Renan cobrou com categoria e garantiu a quinta vitória do Rio das Ostras em cinco jogos como visitante.

 

 

Ficha Técnica

Rubro 1 x 2 Rio das Ostras

Rubro: Sandro; André (Soares, aos 43’’), Anderson, Renato e Leanderson (Arthur, aos 65’’); Carlinhos, Cléber, Daniel Baggio e Diogo Alves (Alan, aos 73’’); Marcelo e Arthur.

Rio das Ostras: Dida; Bruno, Felipe, Alemão e Pará (Renan, aos 45’’); Peter (Rômulo, aos 78’’), Vinícius, Vitor, Cuiabá e Diego Ribeiro (Juninho, aos 65’’); Pimenta.

 

Gols

Rubro: 10-Marcelo (37’’)

Rio das Ostras: 9-Pimenta (39’’) e 17-Renan (88’’)

 

Cartões Amarelos

Rubro: André, Daniel, Arthur, Soares, Cléber e Marcelo

Rio das Ostras: Peter e Vitor

 

Arbitragem: Philip Georg Benett, Diogo Carvalho Silva e Adolfo Roberto da Silva

 

FONTE: Assessoria de Comunicação – Rio das Ostras Futebol Clube

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.