Projeto desenvolvido em sala de aula de Rio das Ostras é finalista do Prêmio Liga STEAM

Projeto desenvolvido em sala de aula de Rio das Ostras é finalista do Prêmio Liga STEAM

Com a cabeça no futuro e as mãos na massa em sala de aula, a professora Thais Brusdzenski foi uma das finalistas da premiação

Oportunidade para os profissionais da educação conhecerem mais sobre a abordagem STEAM (acrônimo em inglês para Ciências, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática) e trocarem experiências sobre como colocá-la em prática em suas rotinas escolares. Assim se define o Conexão Liga STEAM, iniciativa da Fundação ArceloeMittal que premiou, nesta terça-feira, 22, no Museu do Amanhã, no Rio, iniciativas e projetos desenvolvidos por alunos e educadores com foco na sustentabilidade. O projeto “Queima irregular de lixo? Diga não! Vamos pensar em outra solução!”, da Rede Municipal de Rio das Ostras, foi um dos 10 finalistas da premiação.

O projeto finalista, coordenado pela professora Thais Portes Brusdzenskique, foi intitulado “Queima irregular de lixo? Diga não! Vamos pensar em outra solução!” e desenvolvido na turma F2 406 da Escola Municipal Inayá Moraes D’Couto. Na ação, os alunos foram motivados a realizar pesquisas e a pensar em estratégias para o problema ambiental da queima de lixo doméstico.

A justificativa, segundo a professora, é que muitos sofrem com alergias e doenças respiratórias ativadas por essa prática e também pela poluição do ar decorrente da queima. “Realizamos pesquisas, entrevistas, refletimos e construímos possíveis soluções para este problema ambiental. Trabalhamos temas como doenças e alergias respiratórias, incêndios causados pela queima de lixo, coleta seletiva e reciclagem, poluição do ar devido ao lixo plástico e legislação ambiental. As crianças se envolveram muito”, destacou Thais.

Quem desejar conhecer mais o projeto deve assistir ao vídeo disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=N2y8UftdP48

INICIATIVA – A Fundação ArcelorMittal realiza, há 30 anos, a ação que visa incentivar o uso da tecnologia em projetos com o tema da sustentabilidade. Em 2022, aproximadamente, 1800 projetos foram inscritos, tanto do Ensino Fundamental (1º a 9º ano) como do Ensino Médio (1º ao 3º ano) de escolas públicas e privadas de todo o país.

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.