Projeto de Educação ensina sobre eleição e democracia em Rio das Ostras

Projeto de Educação ensina sobre eleição e democracia em Rio das Ostras

Na dinâmica, os próprios alunos são os candidatos e eleitores de uma “corrida presidencial”

Ensinar sobre a importância da democracia e do voto consciente. Esse é o objetivo do projeto “Eleitores do Futuro”, desenvolvido pelas as turmas de 4º e 5º anos da Escola Municipal Mônica de Andrade Ribeiro (antigo Acerbal Pinto Malheiros) no Jardim Marilea.

Aproveitando o atual período eleitoral brasileiro, a atividade simula uma eleição presidencial em que os próprios alunos são os candidatos e eleitores do pleito. Com a ação, de acordo com os professores da Unidade, as crianças aprendem sobre os direitos e deveres dos cidadãos e sobre o voto consciente.

A professora e mediadora digital da unidade, Rayanne Araujo, conta que a ideia do projeto nasceu das aulas e trabalhos sobre o Bicentenário da Independência do Brasil.

“Ao falarmos sobre a história do nosso País nesses 200 anos, e em meio à época importante em que estamos, falamos sobre a importância da democracia e do voto consciente. Afinal, ser independente é ser responsável. Então, pensamos nesse projeto, para que os alunos pudessem refletir e pôr em prática”, descreveu a docente.

O projeto desenvolve na escola todas as práticas do processo eleitoral, desde o trabalho no Tribunal Regional Eleitoral – TRE para retirada dos títulos até o dia da cerimônia de posse dos candidatos vencedores.

Durante toda dinâmica, os recursos tecnológicos são utilizados como grandes aliados para as campanhas dos “candidatos” e no envolvimento dos “eleitores”. Os panfletos com resumo das propostas dos “presidenciáveis”, por exemplo, possui um QR code que direciona para o vídeo de campanha, também confeccionado na escola.

Além disso, artes gráficas dos aspirantes à eleição estão dispostas no mural da escola, junto com a campanha de “confecção do título de eleitor”. Os recursos foram usados, ainda, na elaboração de pesquisas, enquetes, videoaulas e montagens.

“Também estamos mostrando a importância dos recursos tecnológicos que possuímos na escola e as diversas formas de utilização de cada um deles.

Proporcionar esses momentos de reflexão e discussão de propostas é uma iniciativa fundamental para o desenvolvimento e tomada de consciência dos alunos”, contou a professora Rayanne.

O projeto “Eleitores do Futuro” envolve as disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática, História e Geografia.

ELEIÇÃO– A corrida presidencial da Escola Municipal Mônica de Andrade Ribeiro possui três “chapas”. A “chapa” Rigidez é composta pelos alunos e candidatos Calebe e Caio, que propõem um país sério e rígido. Já a dupla Renan e Mariana, da chapa Diversão, defende um País mais divertido. A terceira “chapa”, a Equilíbrio, é integrada pelos candidatos alunos Davi e Marina, que aposta em um País ético e igualitário.

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.