Professores visitam a nascente do Rio Jundiá em Cantagalo

Durante a expedição ambiental à nascente do Rio Jundiá, em Cantagalo, 50 professores da rede municipal de Rio das Ostras puderam refletir sobre a importância da preservação dos recursos híbridos. 
A visita, realizada na manhã de quinta-feira, dia 27 de julho, foi precedida pelo pré-lançamento da Rede de Educadores Ambientais de Rio das Ostras (Rearo). A expedição começou no Pólo do Produtor Rural com café da manhã da roça, seguido por debate sobre a importância da rede na Internet como fórum permanente de diálogo.

– O trabalho realizado pelo Núcleo de Educação Ambiental (Neam) é um marco para o município. Através de iniciativas assim vocês testemunham que amam Rio das Ostras e querem uma cidade cada vez melhor na questão ambiental – afirmou a secretária de Educação, Maria Lina Paixão, após a apresentação da Rearo.

Durante a caminhada, acompanhados por três biólogas da Secretaria de Meio Ambiente, Agricultura e Pesca, os professores puderam conhecer melhor a região, com seu rico ecossistema.

– É importante apresentar as belezas do município ao educador, já que precisamos conhecer para poder amar e preservar. Do encontro do Rio Jundiá, que nasce na Serra do Pote, com o Rio Iriry se forma o Rio das Ostras, que abastece toda a cidade – explicou Cláudia Corrêa, da Secretaria de Educação, que integra o Neam.

Quando chegaram à nascente do Rio Jundiá, os educadores puderam ver a água cristalina, habitada por pequenos peixes e por camarão. “Nesta região encontramos animais como o macaco barbado e o araçari, sem falar nas espécies da Mata Atlântica. Temos ainda árvores do período em que a mata era primária, mas grande parte da vegetação é secundária”, explicou a bióloga Márcia Jardim aos professores.

A expedição, promovida pelo Neam, que reúne representantes das secretarias de Educação e de Meio Ambiente, foi uma preparação para o workshop da Campanha “Água para Vida, Água para Todos”, da WWF-Brasil. O worshop será realizado entre os dias 7 e 8 de agosto, no Parque dos Pássaros, em Rio das Ostras.

FONTE: SECOM – PMRO.

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.