Prefeito Sabino se reúne com presidente do Inea para firmar projetos conjuntos

Rio das Ostras conta com parceria do Instituto para viabilizar Plano de Saneamento e Projeto de Macrodrenagem do Município

O prefeito de Rio das Ostras, Sabino, se reuniu na quinta-feira, dia 23, no Rio de Janeiro, com a presidente do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), Marilene Ramos, para discutir detalhes do Projeto de Macrodrenagem, voltado para a prevenção de enchentes no Município. A Prefeitura também conta com o apoio do Instituto na elaboração do seu Plano Municipal de Saneamento, que prevê a ampliação do sistema de esgotamento.

A elaboração do Projeto de Macrodrenagem de Rio das Ostras, que será custeada pelo Estado, encontra-se em fase final de licitação. O Inea também vai pleitear recursos federais para a realização das obras necessárias. O projeto, orçado em R$ 1,1 milhão, tem prazo de um ano e será importante para a redução dos problemas trazidos pelas enchentes no município.

“Além de permitir a realização de obras de controle de inundações, para as quais esperamos contribuir para a captação de recursos, projetos como o que estamos iniciando agora também darão condições à Prefeitura de conhecer com mais detalhes as áreas de risco de inundação do Município. Com isso, será possível reforçar a conscientização da população para evitar a ocupação destas áreas”, afirmou Marilene Ramos.

Técnicos do Inea voltarão a Rio das Ostras para avaliar os pontos com risco de inundação. O Instituto também vai instalar no município duas estações do Sistema de Alerta de Cheias. Com o sistema, a Defesa Civil e os moradores passam a receber informações, em tempo real, sobre a possibilidade de enchentes.

Mas essa não é a única preocupação do prefeito Sabino, que buscou apoio do Inea para a elaboração do Plano de Saneamento de Rio das Ostras. Sabino enfatizou a necessidade de ampliação do sistema de esgoto do Município, diante do acelerado crescimento da cidade.

SANEAMENTO – A Prefeitura já conta com projetos e estima que seja necessário investir R$ 160 milhões para a ampliação do saneamento básico em Rio das Ostras.
“Nosso município vive um processo acelerado de expansão urbana. São 10 mil novos moradores por ano, e os investimentos em saneamento básico precisam acompanhar esse ritmo”, afirmou Sabino.
RECURSOS – De acordo com a presidente do Inea, tanto os projetos de macrodrenagem quanto os de saneamento podem ser apresentados ao Governo Federal, por meio do Ministério das Cidades, para a obtenção de recursos.

FONTE:
Secretaria de Comunicação Social
Departamento de Jornalismo

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.