Moradores fazem manifestação contra a Cedae

Manifestantes se concentraram na sede da empresa e exigiram uma solução para a falta de água

Cerca de 200 moradores de Rio das Ostras fizeram um protesto, nesta quarta-feira, dia 4, em frente à sede da Cedae para exigir do governo do Estado uma solução para os problemas de falta de água no município. Os manifestantes alegam descaso da Cedae com o abastecimento em Rio das Ostras, uma vez que, em maio do ano passado, o diretor da companhia, Heleno Silva, anunciou que até o fim do ano seriam feitos investimentos em captação para aumentar em 40% a capacidade de vazão de água.

A falta de água afetou diversas localidades do município, como o Nova Cidade. De acordo com Lenilson Lopes, motorista, há 90 dias o abastecimento está irregular na localidade. "Há 40 dias não tenho água em casa. Ninguém agüenta mais. Se a Cedae não dá conta, que surja outra empresa para cuidar do serviço. A manifestação de hoje é para mostrar a nossa revolta e desespero", disse Lopes.

Para o pedreiro Júlio Tabeli, um dos líderes da manifestação, é preciso que os dirigentes da Cedae cumpram as promessas feitas para Rio das Ostras. "A Cedae precisa trabalhar melhor para o cidadão. A população de Nova Cidade vem sendo penalizada há meses e isto não está direito. Concordamos em pagar pela água, mas queremos o compromisso do serviço", reclamou Tabeli.

            Os problemas de abastecimento atingiram estabelecimentos comerciais como o da Luciene Lisboa, que fechou o restaurante, pois não tinha água para trabalhar. "Fechei o meu comércio, pois não tinha condições para trabalhar. Tentei de tudo, e cheguei ao ponto de instalar calha no telhado para aproveitar a água da chuva. Se a questão é pagar, que nos cobre, vamos pagar, só queremos água limpa", disse Luciene.

Parte dos problemas de abastecimento está relacionado ao aumento populacional, já que Rio das Ostras é o município que mais cresceu no Estado do Rio, segundo o último censo do IBGE. A Prefeitura foi responsável pelas ligações feitas nos últimos quatro anos, que atendeu a aproximadamente 80% dos moradores.

Logo após a manifestação, o Prefeito de Rio das Ostras, Carlos Augusto, recebeu uma comissão de moradores para juntos encontrarem uma solução alternativa para a falta de água, que afeta grande parte da cidade.  

FONTE: Secretaria de Comunicação Social

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.