Moradores dão exemplo de mobilização pelo Meio Ambiente

Associação do Bosque Beira Rio realiza coleta seletiva e destinação correta de recicláveis
Os moradores do Bosque Beira Rio, em Rio das Ostras, estão mostrando como cada um pode fazer a sua parte pela preservação ambiental. Por iniciativa da associação local, eles se mobilizaram e construíram um posto de coleta seletiva de lixo e estão recolhendo materiais recicláveis e encaminhando a cooperativas de catadores e unidades de coleta. Em um mês, os moradores reuniram e encaminharam para reaproveitamento 310 quilos de material a ser reaproveitado – poupando recursos naturais e dando exemplo de cidadania.

            A vice-presidente da associação de moradores, Marta Carvalho, explica que a união das pessoas e apoio da Prefeitura foram essenciais para que o trabalho desse resultado.

            "Nós que fazemos parte da Associação de Moradores do Bosque Beira Rio nos sentimos responsáveis pela implantação, manutenção e conscientização dos moradores para a coleta seletiva. É claro que é necessário união para um bom resultado e a Secretaria Municipal do Meio Ambiente tem nos ajudado bastante, não só com palestras educativas, mas também com incentivos. Esta atividade beneficia a natureza, a cidade, o planeta e a todos nós cidadãos", disse Marta Carvalho.

            COLETA SELETIVA – Os moradores foram orientados a separar, em suas casas, o lixo reciclável do orgânico (lixo comum, restos de alimentos etc). Resíduos plásticos, de papelão, metais e vidros são descartados, separadamente, no posto – construído pelos próprios moradores. “A maior parte da construção do posto de coleta foi feita através de doações de moradores. Um doou as telhas, o outro, o madeiramento do telhado, outros, os tambores…”, conta a vice-presidente da Associação.

            Marta diz que o transporte do material recolhido, a partir do posto de coleta, é feito também por eles: por meio de um caminhão de um dos moradores do Bosque Beira Rio.  O destino são os locais que reúnem recicláveis ou cooperativas de catadores.

            “É um grande exemplo de mobilização e de entendimento da responsabilidade de cada indivíduo para a preservação dos recursos naturais, como já é previsto em lei. Fomos procurados pela associação e oferecemos todo o apoio técnico necessário para que a iniciativa seja um sucesso e se perpetue”, falou o secretário de Meio Ambiente, Agricultura e Pesca, Max Almeida. “Espero que essa seja só a primeira de muitas ações locais em Rio das Ostras”, diz satisfeito o secretário, que lembra que a legislação prevê que cada indivíduo é responsável, além do poder público, pela gestão do lixo que gera.

            “É aquela velha história: basta um indivíduo pra mudar o mundo, mas se houver união, tudo acontece mais rápido e melhor”, conclui a vice-presidente da Associação do Bosque Beira Rio.

 

FONTE:
Secretaria de Comunicação Social
Departamento de Jornalismo

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.