Jazz & Blues: Prefeito anunciou novidades para 2011

Produtor do Rio das Ostras Jazz & Blues diz que a partir de 2005 evento se firmou no cenário mundial

Stênio Mattos reafirmou a profissionalização do festival há 5 anos. Prefeito anunciou novidades para 2011
 
Em entrevista coletiva oferecida à imprensa durante o Rio das Ostras Jazz e Blues Festival, o prefeito Carlos Augusto anunciou novidades para a próxima edição. O evento vem sendo ampliado e, agora, passará a contar com um quarto palco definitivamente. Os músicos consagrados também oferecerão workshops aos alunos da Fundação Rio das Ostras de Cultura. Na entrevista, o produtor Stênio Mattos reafirmou que, a pesar de criado em 2003, o Festival só se profissionalizou em 2005, com a criação da “Cidade do Jazz e do Blues”, palco principal, no camping de Costazul.

         “Em 2003 o festival começou de forma tímida, experimental. A partir de 2005, no governo Carlos Augusto, foi se consolidando por suas atrações musicais e pelo maior público. A partir daí, podemos dizer que o Festival se profissionalizou e se transformou no maior evento do gênero da América Latina. Atualmente contamos com uma média de público de aproximadamente 20 mil pessoas por dia. Este é um evento importante porque é uma forma de dar oportunidade a população de Rio das Ostras e do Brasil de ouvir música de qualidade”.

         Carlos Augusto lembrou que a ampliação do Festival, com a criação da “Cidade do Jazz e do Blues”, foi ideia de Chico Leite, que na época, atuava na Secretaria de Turismo; hoje, já falecido. “Chico Leite ousou e nós acreditamos nesse sonho de sucesso. Prova disso, é que a partir dessas mudanças, o evento passou a ser referência e muito bem conceituado pelos especialistas”, completou o prefeito.

         Novidades – Para 2011, Carlos Augusto anunciou novidades que vão agradar a músicos e plateia. “No próximo ano, o palco da Concha Acústica, na Praça São Pedro, será incluído na relação dos principais, onde se apresentarão artistas consagrados e músicos regionais. Podemos pensar até em criar novos espaços no futuro”, destacou.

         Outra novidade para a 9ª edição será a realização de workshops e oficinas oferecidas por grandes artistas que se apresentarão no Festival. A ideia é fazer com que os alunos da Fundação Rio das Ostras de Cultura conheçam um pouco do trabalho dos músicos consagrados. Eles poderão aprender técnicas diferenciadas e aprimorar seu conhecimento.

         Destaque no Interior do Estado – Além de considerado, pela mídia especializada, como um dos dez maiores festivais do mundo, o secretário de Turismo, Alan Machado, acredita que Rio das Ostras sedia o maior evento turístico do Interior do Estado do Rio de Janeiro, e traz benefícios a toda a região. “Estivemos no Salão de Turismo, uma semana antes do Festival, e o prefeito de Búzios, por exemplo, me disse que a rede hoteleira da cidade já estava recebendo turistas exclusivamente para o evento. Municípios vizinhos, como Casimiro de Abreu e Macaé, também receberam turistas”, afirmou o secretário. Para Alan, o Festival permite que o turismo seja trabalhado de forma regionalizada, beneficiando todo o Interior. “É importante investirmos em cultura proporcionando à população o acesso gratuito a shows de qualidade, independente do gênero musical”, completou Alan Machado.

         Parcerias – Este ano a parceria com a iniciativa privada foi ampliada, que chegou a custear 50% dos gastos de produção. “As empresas começaram a investir nos últimos anos e como perceberam que houve um retorno favorável, ampliaram o patrocínio este ano. Mesmo assim, quanto mais empresas apoiarem, teremos um evento ainda melhor”, informou Stênio Mattos.

FONTE: Secretaria de Comunicação Social

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.