Festival de Teatro reúne sete atrações na semana de estreia

Programação começa nesta quinta, dia 30, e inclui espetáculos de rua, infantis e adultos

Durante quase um mês, até o dia 24 de outubro, Rio das Ostras será palco da sexta edição do Festival Nacional de Teatro. Participam do evento 33 espetáculos, encenados por grupos de diferentes cidades fluminenses, de Minas Gerais e São Paulo. A abertura do evento, nesta quinta-feira, dia 30, às 20h, no Teatro Popular, será com a peça convidada “Abajur Lilás”, da companhia carioca Corpus In Scena.

Na sexta-feira, dia 1º de outubro, a partir das 20h, no Teatro Popular, serão apresentadas as esquetes “A Outra História da Barbie” (Os Papibaquígrafos – Rio de Janeiro); “Fragmentos…” (Incomodadas que se mudem – Macaé – RJ); “Bilhete da Sorte” (Cia A Cúpula de Teatro – Itaboraí – RJ).

Sábado, dia 2, tem espetáculo de rua: “Guerra dos Canudos”, do Grupo Cultural Cochicho na Coxia (Mesquita – RJ), às 10h30, na Praça José Pereira Câmara. E a programação continua às 20h, no Teatro, com “Inimigo do Povo”, da Cia Código de Artes Cênicas (Japeri – RJ).

Que fecha o primeiro fim de semana do VI Festival Nacional de Teatro de Rio das Ostras no domingo, dia 3, às 18h, é a peça infantil “Sofia Embaixo da Cama”, da Trupe do Experimento (Rio de Janeiro).

SINOPSES:
Abajur Lilás – Uma das peças mais premiadas de Plínio Marcos, o “Abajur Lilás” foi proibida pela ditadura militar durante 21 anos. O espetáculo trata da relação de poder entre o dono de um bordel e três prostitutas. Dentro deste universo de miséria e exploração, Plínio Marcos expõe as entranhas de um poder ilegítimo e ditatorial em franca alusão à situação política e social da época em que o texto foi escrito.

Inimigo do Povo – Dois irmãos, um médico e outro prefeito de cidade do interior, discordam das medidas que devem ser tomadas em relação à inauguração de um Complexo de Águas, que atrairá investimentos e levará o desenvolvimento para a localidade. O médico descobre que as águas captadas para abastecer o complexo, popular Piscinão, veem de um trecho do rio poluído por dejetos e propõe soluções que não são aceitas pelo prefeito, que diz defender “questões sociais e econômicas”. Enquanto isso, o povo é manipulado pela imprensa que a todo o momento se alia às partes que lhe trouxerem maiores benefícios.

Sofia embaixo da cama – Após receber a visita do Príncipe-sapo Ezequiel, Sofia embarca com ele para o mundo dos sonhos. Com o auxílio de Flautinha, o pinguim-artista, e guiados por Dona Traça, a guardiã da Biblioteca dos Sonhos, eles têm que impedir o plano do Ladrão dos Sonhos. Será que vão conseguir vencer esse terrível vilão?

 

SERVIÇO:

Teatro Popular de Rio das Ostras

Avenida Amazonas, s/nº – Centro

Ingressos a R$ 5 (preço único)

FONTE:
Secretaria de Comunicação Social
Departamento de Jornalismo

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.