Desenhos em rochas atraem visitantes

Petroglifos em Mar do Norte Desenhos em rochas atraem visitantes para o Circuito de Caminhada de Rio das Ostras

Petróglifos de autor desconhecido chamam atenção pela beleza e mistério em Mar do Norte

A localidade de Mar do Norte em Rio das Ostras é um lugar especial pela beleza e diversidade de atrativos. No ano passado, ganhou o primeiro Circuito Permanente de Caminhadas na Natureza que tem como principal atrativo as rochas à beira-mar que contém mais de 80 petróglifos – representações gravadas pelo homem nas pedras.

Os desenhos começaram a aparecer em Rio das Ostras na década de 90, na mesma época em que surgiram outros sinais geométricos pelo mundo, associados a Extraterrestres. Os petróglifos chegaram a ser tema da Revista UFO e do jornal O Globo, por sua possível relação com ETs.

Depois de estudos foi descoberto que as imagens foram feitas pelo homem. Segundo alguns moradores, um artista plástico que deseja se manter no anonimato.

Mas eles estão lá. Desenhos geometricamente perfeitos e que retratam principalmente mandalas e animais. Voltaram a ser pauta do Jornal O Globo e passaram a ser um atrativo turístico dentro do Circuito Permanente de Caminhadas na Natureza. “A divulgação dos petróglifos incrementou a visitação à Mar do Norte”, disse Eraldo Melo, presidente da Associação de Caminhantes de Rio das Ostras.

Mar do Norte fica dentro do Monumento Natural dos Costões Rochosos, unidade de conservação de Rio das Ostras que engloba três praias e cinco ilhas, e portanto, protegida por leis ambientais. Por isso o artista desconhecido encerrou sua produção de petróglifos.

 

O que são? – Quase todos os continentes tem petróglifos, com exceção da Antártida, e os mais antigos datam de 12 mil anos. São imagens geometrizadas que traduzem algum tipo de língua ritual ou simbólica, que no caso particular de Mar do Norte, virou um tipo de lenda urbana.

 

As rochas ficam na Praia de Mar do Norte e a visitação é aberta ao público. Quem quiser fazer o percurso do Circuito Permanente, vai caminhar cerca de duas horas até chegar aos desenhos. Mas o passeio vai valer a pena.

 

FONTE: SECOM – PMRO.

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.