Curso de teatro da Fundação de Cultura revela talentos

Peça de ator formado na cidade recebeu cinco prêmios recentemente

       Rio das Ostras já despertou muitos talentos para as artes cênicas e alguns desses
atores estão brilhando fora dos limites da cidade. Em nove anos de atividade, o Curso de
Teatro Mário de Oliveira, que integra o Centro de Formação Artística da Fundação de
Cultura da cidade, revelou os segredos da atuação no palco a cerca de 1,5 mil alunos. Um
dos ex-alunos, Glauco Oliveira, saiu recentemente consagrado do Festival de Esquetes de
São João da Barra com o monólogo “Grãos”, que escreveu e encena, ganhador de cinco
prêmios, incluindo o de melhor ator.
       A atual coordenadora do curso de teatro, Norma Maia, também é uma ex-aluna do Mário de
Oliveira. “Muitos acreditam que apenas quem mora nos grandes centros pode estudar artes
cênicas e desmitificamos isso ao formarmos atores que  estão se destacando em festivais
de teatro”, afirma Norma. O curso, que reinicia as atividades em 3 de março com 400
alunos, incluindo 180 novos, recebe crianças a partir de 8 anos, adolescentes, jovens e
adultos.
       Com uma carreira consolidada como odontólogo da Secretaria de Saúde de Rio das Ostras,
Glauco Oliveira concluiu o curso de teatro da Fundação de Cultura em 2004. Ator do grupo
Nós em Meio ao Caos, que reúne talentos da cidade, Glauco foi premiado por dois anos
consecutivos no Festival Nacional de Teatro de Rio das Ostras. Em 2007, como melhor ator
e melhor texto, e em 2008, como melhor autor na categoria esquete, também com o
espetáculo “Grãos”.
       No festival de São João de Barra, o artista teve oportunidade de mostrar que não tem
talento apenas como ator e roteirista. Ele recebeu o Prêmio Especial de Júri pelos
bonecos que desenhou e produziu e com os quais contracena na peça. “O texto foi
concebido a partir de lembranças da infância, mais especificamente da memória olfativa
da moagem de grãos de café realizada na fazenda da minha avó, no interior de Minas”,
diz, contando que os bonecos representam personagens reais.
       O espetáculo recebeu também os prêmios de melhor concepção sonora, melhor iluminação e
foi o segundo colocado geral do festival de São João da Barra. E a consagração no
festival abre novas perspectivas profissionais para Glauco Oliveira.  “Este ano quero
investir na minha carreira e fazer cursos de atualização no Rio de Janeiro”, afirma, sem
esconder o grande reconhecimento por tudo que aprendeu em Rio das Ostras. “Foi aqui que
tive a oportunidade de me desenvolver como ator e pude encenar peças de autores
consagrados”, conclui.

FONTE: Secretaria de Comunicação Social

Ronet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.